Resenha: A Herdeira da Morte- Melinda Salisbury

sexta-feira, 15 de novembro de 2019


Título: A Herdeira da Morte
Autora: Melinda Salisbury
Classificação: 3.7 [Skoob]
Páginas: 320
Editora: Fantástica Rocco
Gênero: Fantasia


Porque sou a Daunen Encarnada, a filha renascida dos Deuses. O mundo sempre foi regido por dois Deuses: Dæg, Senhor do Sol, que reina durante o dia, e sua mulher, Næht, Imperadora da Escuridão, que comanda as noites.

Uma jovem agraciada pelos Deuses ocupa um lugar de destaque no Reino de Lormere. Twylla é a Daunen Encarnada, apenas com um toque seu, e qualquer pessoa do reino será levado à morte instantaneamente, ela é temida por todos e sempre caminha pelo castelo com guardas para protegê-la. Com 17 anos, já está  prometida para se casar com Merek, herdeiro do reino, e apesar de todos os privilégios que recebe na corte ela é temida por todos, pois sua função na realidade é ser o carrasco da rainha, ela que executa todas as mortes.

O reino em que mora se chama Lormere, e os outros dois que fazem divisa são Tregellan e Tallith.


Twylla não tem amigos, e sempre fica triste quando se lembra da família que deixou para trás quando se mudou para a corte, as pessoas mais próximas dela agora são seus guardas, e seu novo companheiro é um Tregelliano. Escolha inusitada para um guarda, porém o jovem está dando o seu melhor para permanecer no cargo. Lief não demonstra ter medo da garota e sempre está entrando em seu espaço pessoal, uma cumplicidade começa a surgir entre os dois e logo eles descobrem que várias coisas que eles acreditam ser verdade, é na realidade uma mentira bem elaborada para manter todos submissos a rainha.

Merek voltou a pouco tempo para Lormere, e depois de conhecer os outros reinos não está satisfeito como o seu é governado, ele tem ideias que gostaria de colocar em prática, porem sua mãe, a rainha, rege tudo com rédeas curtas e ele não vê nenhuma possibilidade de mudança com ela no poder. Ele também se sente solitário e tenta se aproximar de Twylla, com ela se sente confortável para falar sobre as coisas que conheceu em suas viagens e o que não lhe agrada em Lormere.
Lief me encara.
– As pessoas não esquecem o que é ser amado – fala ele, por fim. – Não importa quão jovem ou velho você seja, ou quanto tempo durou esse amor, você sempre se lembra do sentimento de ser amado. Ela vai se lembrar de você.
Melissa criou uma premissa atraente, porém o começo de A Herdeira da Morte é muito lento, Twylla e seus pensamentos sobre como sua vida é injusta não cativa o leitor nas primeiras páginas, mas assim que se passa essa parte morosa do livro, vários acontecimentos deixa o leitor ávido para os próximos capítulos. A Rainha é um personagem chave na trama e todas as seus planos são surpreendentes, confesso que ela superou vários vilões. Twylla ao meu ver é uma personagem muito acomodada e indecisa, esse seu traço de personalidade não me agradou. Merek logo que conheci fiquei em duvida se ele seria um vilão ou um mocinho na história, mas indiferente do que ele é, se tornou o meu personagem preferido. Lief é cativante e corajoso, mas eu vejo ele nesse primeiro livro apenas como uma parte do triângulo amoroso. O shipp não foi definido no final do livro.

O Príncipe Adormecido é o nome do segundo livro da Trilogia. Você irá conhecer esse conto nas páginas de A Herdeira da morte.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.