Resenha: Uma Paixão & Nada Mais [Clube dos Sobreviventes #4] - Mary Balogh

sábado, 21 de setembro de 2019


Título: Uma Paixão & Nada Mais [Clube dos Sobreviventes #4]
Autora: Mary Balogh
Classificação: 4.2 [Skoob]
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época, Adulto
3.5

Há alguns meses Agnes teve o prazer de dançar com Flavian, em um dos bailes gloriosamente orquestrados por Lady Darleigh. A fascinação pelo Visconde estava quase sendo esquecida, até o momento em que dá de cara com ele novamente quando está voltando para casa, depois de visitar sua amiga Sophia.

Flavian estava com certo receio do Encontro dos Sobreviventes que ocorreria esse ano, pois diferente dos anteriores não seria em Penderris, a casa do Duque de Stanbrook, e sim na propriedade de Vincent. Porém independente do lugar, o importante era todos estarem juntos e compartilharem da companhia um do outro, como sempre fizeram.


Reencontrar Agnes foi uma grande surpresa, mesmo que nunca conseguisse colocar seus pensamentos em ordem quando estava com ela, Flavian tem quase o conforto de sempre ser compreendido de algum modo. A após pequenos encontros que mostram não só a beleza em si de Anges, mas também vislumbres de sua personalidade, despertam um desejo imenso de tê-la para si, a diferença é que a única coisa que poderia prometer em um relacionamento era uma paixão e nada mais, já que seu coração ainda não se curou do abandono que sofreu de sua noiva, quando voltou ferido da Guerra. Só resta saber se Agnes estaria disposta a entrar nisso, e enfrentar o que viria a seguir quando os segredos de Flavian vissem à tona no casamento.


Esse livro foi definitivamente uma confusão na minha mente, Flavian foi um personagem que amei durante os outros livros, e ler sua história parecia um personagem totalmente diferente, e não de um jeito bom. Isso tudo deve ao fato da má abordagem das consequências da guerra na vida dele, a gagueira seguido de certas lacunas na memória, e a dificuldade de se expressar verbalmente. Não funcionou a seu favor em relação ao romance com a personagem. Por outro lado temos a maravilhosa Agnes, que começa com uma simples personagem apaixonada, e cresce pra uma mulher decidida, de mente forte e que não abaixa a cabeça pra nada que é jogado pra ela.

Eu não consegui me apaixonar pelo casal em si, apesar de ter vários momentos fofos. E a nota só não foi mais baixa por ter a evolução da Agnes, algo que foi maravilhoso de ler, e também a grande parte do livro que foi muito bem aproveitada com a história dos sobreviventes e o aprofundamento de sua importância, e o que a amizade deles realmente significa pra cada um.

Apesar dessa série ter altos e baixos, estou gostando muito de conhecer a escrita da Mary, e todo o drama que ela consegue trabalhar na vida de cada personagem.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.