Resenha: Garotas Tristes - Lang Leav

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018


Título: Garotas Tristes
Autora: Lang Leav
Classificação: 3.4 [Skoob]
Páginas: 418
Editora: Globo Alt
Gênero: Sick-lit; Young Adult


"Ana era a verdadeira garota triste. Ela portava o título não-oficial muito antes de sua morte. Todas viramos garotas tristes depois disso."

Três amigas inseparáveis: Audrey, Candela e Lucy.
A vida tem sido boa pra elas até o momento que uma mentira contada por Audrey, essa que deveria nascer e morrer dentro das quatro paredes do quarto sai de lá e leva uma jovem da mesma escola a cometer suicídio. Ana sempre foi uma garota melancólica e a notícia de sua morte abala muito as garotas, elas não iram contar de onde surgiu essa mentira, mas a vida de todas será mudada pelo acontecimento.
Audrey começa a ter crises de pânico assim que fica sabendo da morte de Ana, ela se sente muito culpada pela jovem ter dado fim a sua vida, mas não tem forças suficiente para contar que tudo era apenas invenção sua. Candela que nunca se deu muito bem com a mãe decide sair de casa e vai se envolver com pessoas não muito confiáveis, e no meio disso temos a Lucy tentando colocar tudo em ordem. Três amigas que depois da morte de Ana começam a perder o rumo.    
- Mas às vezes me assusta, quando olho para você. Vejo aquela exata mesma expressão no seu rosto que costumava ver em Ana. - Ele passou o dedão com leveza sobre meus lábios. - Não quero me apaixonar por outra garota triste.
Todas estão no velório de Ana vestindo sua cor favorita, o preto. Um local repleto de tristeza onde Audrey começa a ter mais um ataque de ansiedade, ela precisa de ar e quando está do lado de fora conhece um rapaz, Rad. Porém ele não é apenas um rapaz no velório de Ana, ele é o namorada ao qual ela deixou pra trás. Contra todas as probabilidades eles saem pra conversar e descobrem que possuem várias coisas em comum, mas como ela, a garota que se sente culpada por tudo que está acontecendo em sua vida, poderia criar logo uma conexão com ele? 

Garotas Tristes tem sua narração em primeira pessoa por Audrey, ela que vai nos contando tudo que acontece com suas amigas e por quais motivos elas passam a serem consideradas tristes, e posso deixar bem claro que todas tem suas vidas transformadas por essa mentira. Mas vocês têm que ler para saber do destino de cada uma. 

A escrita da Lang e de fácil compreensão e eu me surpreendi em vários momentos durante a leitura, teve algumas reviravoltas que eu já sabia que iria acontecer, mas houve algumas que me deixaram realmente impactada. E eu NÃO estava preparada para o final do livro. Se você curte Young Adult com uma dose de sick-lit, não pode deixar de prestigiar Garotas Tristes. 
- Eu costumava achar que as pessoas eram como faróis. Que estavam ali pra proteger você. Mas elas não são. As pessoas são como redemoinhos. Elas puxam você pra dentro, te arrastam pro fundo. Você tem que se esforçar muito só pra ficar com a cabeça fora da água. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.