Resenha: Sinceramente, Carter - Whitney G.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Título: Sinceramente, Carter
Autora: Whitney G.
Classificação: 4.2 [Skoob]
Páginas: 400
Editora: Universo dos Livros
Gênero: New Adult, Romance Contemporâneo, Romance Adulto

Arizona e Carter se odiaram enquanto crianças, mas em algum momento entre a quarta e a quinta série tudo mudou, e eles se tornaram melhores amigos inseparáveis. Eles contam tudo um pro outro, desde os relacionamentos fracassados até as terríveis noites de sexo que não valeu a pena. Adoram tomar café da manhã em horários esquisitos e passear pela praia e pela marina, além de sempre apoiarem um ao outro nos momentos de dificuldade e grandes decisões.

A faculdade acabou, e agora ambos buscam a especialização que vai levá-los as suas profissões no futuro, seus amigos estão empolgados pelas festas que ocorrem no verão e essa pausa é o grande momento de curtir, esperado por todos. Mas após uma festa incrivelmente insana, também conhecida como festa ÉPICA com E maiúsculo, tudo está prestes a mudar quando os dois percebem ter sentimentos muito mais confusos pelo outro do que a simples e estranha amizade que eles tinham, uma atração intensa e provocadora vai fazer com que esses dois amigos precisem rever quais são seus reais sentimentos e deixá-los receosos de que se eles cruzarem a linha da amizade, tudo possa mudar para sempre.


Meu primeiro contato com a autora, que já teve sua trilogia "Resonable Doubt" publicada pela Universo dos Livros em 2015. Eu esperava por uma história bem clichê de amigos que se apaixonam, exatamente o tipo de livro que adoro e perfeito pra um dia livre, mas me decepcionei um pouco com a velocidade dos fatos e com a superficialidade com que a trama foi tratada. Apesar de os New Adult serem um dos meus gêneros favoritos e recheados de clichês, sempre gosto quando a autora trabalha questões mais profundas nos personagens que criam conexões com o leitor e acho que foi justamente isso que deixou a desejar nessa leitura.
"As coisas que sempre fazíamos agora pareciam novas e estimulantes, independentemente de quanto tentássemos fingir que tudo continuava como antes. Aquelas cortesias do tipo, pode ficar com a cama, eu durmo no sofá, agora não tinham mais sentido, e muito embora sempre terminássemos a noite um nos braços do outro, nunca conversávamos sobre o assunto de manhã. Eu estava certa de que o amava, e não do mesmo jeito como eu o amava antes."
Arizona é apaixonada por culinária e vem então tentando trilhar seu caminho nessa profissão, ela é divertida, decidida e em seus relacionamentos procura sempre criar conexões, algo que não costuma acontecer com tanta facilidade, ela precisa criar laços antes de passar para o passo de um relacionamento íntimo, mas os caras com quem ela se envolve acabam sempre interessados em apenas sexo. Senti falta de conhecer melhor o passado e a família da protagonista, sabemos muito pouco sobre ela além da amizade fortíssima e de certa forma dependente, que ela possui com Carter. Me diverti muito com seus diálogos e pensamentos, e ver como ela se relacionava com suas amigas também foi bem interessante.

Carter é um notório conquistador, o tipo de cara que não precisa fazer muito esforço pra levar uma garota pra cama, e se aproveita de sua aparência sensual pra sempre conseguir o que quer. Logo no começo percebemos que ele guarda grandes magoas em relação ao seu pai e mais uma vez a autora pecou em não desenvolver muito esse traço do protagonista. A relação que ele possui com Arizona é muito bonita e cuidadosa, ele a trata com respeito e carinho sempre, cuida de suas necessidades e sempre se preocupa com seu bem estar, ele só não tinha percebido que tudo isso se devia ao fato de estar apaixonado por ela.

A narrativa é rápida e fluida, com capítulos revezados entre os pontos de vista de Arizona e Carter, mas a superficialidade como a autora desenvolveu os sentimentos deles me incomodou muito, as cenas mais quentes são rápidas e não são narradas de uma forma muito envolvente, o que me deixou frustrada. 

Os personagens são mesmo divertidos, seus diálogos através de mensagens de texto, cartas e emails são muito espirituosos e uma das partes que eu mais gostei do livro, além do início dos capítulos sempre ter em destaque uma música da  Taylor Swift que eu adoro e é super compatível com o nosso casal também temos as passagens de tempo que são revezadas entre o período que eles se conheceram na quarta série até os dias atuais, o que deixa o livro mais dinâmico com seus capítulos curtos. O desfecho da história é romântico e se você gosta de livros rápidos e divertidos, com personagens bem boca suja e uma história fofa, precisa conhecer Carter e Arizona.



A autora também publicou um conto extra, um epílogo estendido da história de Arizona e Carter e liberou gratuitamente. Para quem quiser fazer o download na Amazon é só clicar aqui, lembrando que está em inglês.

6 comentários :

  1. Oi, Carla!
    Eu só li um livro da Whitney G e não foi uma boa experiência. Desde então, eu passo longe de suas obras.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nem um livro da autora Whitney G, mas lendo um pouco mais sobre a história deste livro, acabei não me interessando muito em ler ele, quem sabe futuramente. Uma pena que a autora tenha desenvolvido superficialmente os sentimentos dos personagens, acredito que se eu lesse este livro isto também me incomodaria.

    ResponderExcluir
  3. Parece uma boa recomendação para uma leitura desprentesiosa e rápida. Não faz muito o meu tipo no momento mas quem sabe futuramente, acho que tudo depende do momento certo pra ler um livro, as vezes a gente se satisfaz com uma história mais lenta e detalhada e outras vezes com algo mais leve e descontraído como parece ser o caso.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nada desta autora, e lendo muitos elogios a respeito da estória abardada neste livro acabei me interessando pela leitura, pois como você eu também amo obras deste gênero, mesmo que tenha alguns clichês, mas que tem certo aprofundamento onde somos introduzidos, a algo que nos marca, e pela sua descrição vejo apenas uma estória de amor, sem grandes revira voltas, apenas uma paquera, e nada além disto, uma pena.

    ResponderExcluir
  5. Oie Carlinha!
    Apesar de amar um NA, esse livro ainda não entrou para a minha lista, não chamou tanto a minha atenção assim... Que pena que a leitura não foi tão satisfatória pra você :/ . De toda forma, adorei a resenha!

    Com Carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.