Resenha: A Filha do Sangue [As Joias Negras #1] - Anne Bishop

domingo, 27 de agosto de 2017

Título: A Filha do Sangue [As Joias Negras #1]
Autora: Anne Bishop
Classificação: 4.1  [Skoob]
Páginas: 432
Editora: Saída de Emergência / Arqueiro
Gênero: Fantasia
O Reino de Terreille há muitos anos não possui uma rainha digna, suas tradições foram deixadas de lado, e ele está totalmente corrompido. Mas existe uma profecia que diz que chegará a Filha do Sangue, a grande Feiticeira, aquela que domina as joias mais escuras, e ela colocará ordem no caos em que a sociedade vive, porém não foi dito o quanto, se ela pode chegar em meses, anos ou até em séculos.  

"Há algumas perguntas que não devem ser feitas até que uma pessoa tenha maturidade suficiente para apreciar as respostas."

Jaenelle Angelline chegou, mas ela chegou totalmente despreparada para reger seu reino, e precisará da ajuda de várias pessoas para chegar ao nível de dominar totalmente as Joias Negras e reivindicar seu posto de direito. As manifestações de seus poderes ainda são fracas e não é percebida por grande parte da sociedade, mas mesmo pequenas algumas pessoas já a sentem. Saetan Daemon SaDiablo será seu tutor, ele é o Senhor Supremo do Inferno, seus filhos Daemon Sadi e Lucivar Yaslana estão ansiosos com a chegada da Feiticeira, mas nenhum deles imaginava que quando descobrissem a chegada de Jaenelle ela estaria com apenas 7 anos.


Em A Filha do Sangue temos uma sociedade matriarcal, a Senhora que comanda o reino decidiu por escravizar os machos que possuem as joias mais escuras - Daemon e Lucivar são escravos sexuais, ela os vive mandando para outros reinos para servir. Eles estão cansados dessa vida e já estão desacreditados que realmente virá uma grande Feiticeira, porém quando eles sentem os poderes de Jaenelle, ficam esperançosos com o que o futuro poderá trazer, mas quando descobrem a idade da garota decidem a proteger de qualquer mal. A Feiticeira ainda está aprendendo como usar seus poderes e pode ser quebrada facilmente. Ela precisará de toda ajuda necessária para chegar a fase adulta e reivindicar Terreille.
As senhoras gostam de parecer misteriosas. Mas não a Senhora Jaenelle Benedict. Ela não se esforça para ser misteriosa, simplesmente era. Caminhava sob o sol do meio-dia envolta numa névoa de meia-noite que rodopiava à sua volta, ocultando, revelando, encantando, assustando.
Em A Filha do Sangue temos a apresentação desse universo criado pela Anne Bishop, logo nas primeiras páginas ela conta sobre os personagens, como são as categorias das joias - começa da Branca e vai até a Negra, e fala também da hierarquia dos Sangues e suas castas. Você já começa o livro com bastante informações da trama. Porém o início do livro é bem lento, Jaenelle é uma criança um pouco sombria ao meu ver, mas os Sangues estão ligados as Trevas, então era pra ela ser assim mesmo, ela tem a personalidade toda confusa por conta de seus poderes, hora infantil e em alguns momentos uma anciã cheia de sabedoria. Os três machos que estão ligados a ela tentam decifrar essa feiticeira e se surpreendem com o poder que ela possui, não acreditam que uma garotinha tão inocente quanto ela dominará as joias negras.

Até determinada parte do livro a leitura foi um pouco confusa, mas eu estava muito curiosa para conhecer a trilogia, tinha lido resenhas positivas e algumas negativas e queria tirar minhas próprias conclusões. Um universo bem diferente do que eu estou acostumada a ler, adorei saber das teias do destino e como ela são traçadas, conhecer os três reinos que são abordados na trama: Terreille, Inferno e Kaeleer. Essa leitura me surpreendeu! Estou curiosa para saber como Jaenelle ficará depois que os anos se passarem e ela ficar mais velha. Pelos nomes dos livros eu já imagino como ela se tornará poderosa.

Em breve trago a resenha do segundo livro pra vocês. Se alguém já leu me conta o que achou.

          

2 comentários :

  1. Oi, Paula!!!

    Eu devo dizer que AMO essa trilogia. Curti tanto que comecei a comprar os outros títulos da Anne Bishop no Kindle para conferir mais dela.

    O primeiro livro é como uma introdução à esse universo fantástico e como a sociedade vive, além de apresentar os personagens principais. No segundo já se está acostumada com a questão das joias e da hierarquia, então nem precisa ficar olhando para as informações, mas também conhecemos outras espécies e há a recuperação de Jaenelle e o infortúnio de Daemon correndo em vias paralelas. O terceiro traz o grande clímax.

    Já li 2x essa trilogia de tanto que gosto da história!! Hahahaha
    Espero que se apaixone também! *-*
    Estou morrendo para a Arqueiro trazer os outros livros da série, incluindo os contos extras <3

    Bjs!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Tinha lido os 2 primeiros e estava na expectativa pelo 3, comprei e li em 2 dias. Maravilhosa esta trilogia.Amo livros pelo ponto de vista de vários personagens.

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.