Resenha: Filho Dourado [Red Rising #02] - Pierce Brown

domingo, 23 de abril de 2017

Título: Filho Dourado
Autor: Pierce Brown
Classificação: 4.7 [Skoob]
Páginas: 548
Editora: Globo Alt
Gênero: Distopia

Depois de mostrar sua Fúria Vermelha Darrrow irá nós surpreender sendo um Filho Dourado!

Darrow é um jovem Vermelho escravizado pelos Ouros. Ele está na parte inferior da  pirâmide social acreditando que o que ele faz é para o bem da sociedade, porém suas crenças são provadas errôneas e ele recebe a proposta de lutar por um futuro melhor para sua classe. De um mero Vermelho ele é transformado em um Ouro, sua primeira tarefa é vencer as provas do Instituto e ele consegue com honras, ele precisa decidir a qual família se associar depois de tudo e os Augustus, os governantes de Marte estão solicitando que ele seja de sua casa.

Como lutador Darrow se saiu muito bem, porém agora ele terá que mostrar como se sai no jogo de poder, de manipulações que a política traz, esse jogo que ele não pode apenas vencer com os pulsos, mas sim com inteligência e estratégia.



Há setecentos anos meu povo é escravizado e desprovido de voz e de esperança. Agora sou a espada deles. E eu não perdôo. Não esqueço. Portanto, deixe que ele me conduza à sua nave. Deixe que ele pense que me possui. Deixe que ele me receba de braços abertos na sua casa para que eu possa destruí-la.
Como tinha amado Fúria Vermelho confesso que fiquei com medo da Praga do Segundo livro, aquele que sempre estraga as trilogias, mas tenho que falar que Pierce Brown fez um trabalho tão primoroso com Filho Dourado quanto com o primeiro livro. Ele aprofundou em várias questões da sociedade que ficaram de fora do primeiro livro, pois ele foi mais focado nos testes do Instituto, nesse vemos os Ouros em seu esplendor, suas intrigas, suas brigas pelo poder. Vemos como as grandes famílias têm suas rixas há décadas e como elas aguardam pacientemente para o momento certo de atacar. 

Com toda essa intriga na alta sociedade Darrow procura aliados para seu plano de criar um caos maior do que já existe e que as baixas classes se rebelem contra seus superiores. Várias alianças serão criadas, manipulações e o jogo de poder rolará solto. Em quem confiar e em quem não.

Não sou um herói conquistador. Sou um mal necessário.
Vários personagens que apareceram no primeiro livro voltam nesse segundo e outros são apresentados. Gosto muito da forma que Pierce escreve, o dinamismo que ele usa em sua escrita, a todo momento algo está acontecendo, alguém está manipulando alguém e eu tentando entender tudo. Reviravoltas e mais reviravoltas, o final do primeiro me deixou curiosa para ler o segundo, mas o final desse segundo livro da Trilogia Red Rising foi chocante, muitos acontecimentos surpreendente. Um ponto negativo ao meu ver durante a leitura foi as lutas pelo espaço, tinha momentos que eu me perdia na narrativa, mas nada que tirou o brilhantismo de Filho Dourado.  

Estou encantada com a Trilogia Red Rising e em breve volto com a resenha de Estrela da Manhã pra vocês. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.