Resenha: Crave A Marca - Veronica Roth

domingo, 5 de março de 2017

Título: Crave A Marca
Autora: Veronica Roth
Classificação: 3.9 [Skoob]
Páginas: 480
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Ficção Científica, Fantasia, Young Adult

- Você aprendeu este ritual? - perguntei.
Ele fez que sim com a cabeça.
- Crave a marca - falei, minha garganta apertada.
Para os fãs de Divergente, aviso desde já, que Crave A Marca traz um enredo totalmente diferente da trilogia. Tenho certeza que muitos leitores procuraram algo similar neste livro, mas não vão encontrar. Nesta nova obra Veronica Roth, nos apresenta uma ficção científica misturado com fantasia. Onde há uma galáxia que é movida pela "corrente", um fenômeno natural e símbolo religioso dos planetas que estão em sua órbita, além de ser um poder invisível que concede habilidades únicas á cada pessoa, por terem a corrente fluindo em seu corpo.

Arte do celular da personagem Cyra feita por Gabriel Picolo (@_picolo)
A história é centrada na rivalidade entre as nações Thuvhe e Shotet, que habitam o planeta Thuvhe -mais conhecido como o planeta de gelo. Ambas com mil motivos para se odiarem. Os Thuvhe são conhecidos como a nação simples e "bondosa", a maioria dos dons que as pessoas recebem são relacionados a algo que pode ser usado para o bem, além de serem os mais religiosos. E nesta região iremos conhecer Akos, filho de um fazendeiro e de uma oráculo, que tem um dom muito peculiar que reflete a sua personalidade generosa. Os Shotet são reconhecidos pelas nações por ser o mais brutal e instável, liderado por Ryzek Noavek, que governa seu povo na base de ameaças e intimidações. Sempre utilizando sua irmã, Cyra, como a sua arma mais valiosa, pois ela recebeu um dom da corrente que além de lhe trazer muita dor, ela pode transmitir esse sentimento com seu toque, causando estragos e muitas vezes a morte para quem é submetido, às sessões de tortura que seu irmão faz.

Após uma invasão dos Shotet na região onde os Thuvhes vivem, Akos e seu irmão Eijeh são sequestrados a mando de Ryzek, e agora irão ter que sobreviver com a brutalidade da família Noavek. Contudo Akos ainda tem esperanças que pode fugir dali junto com seu irmão, e fará de tudo para que isso aconteça. As chances de seu plano dar certo aumentam, quando vê que Cyra, a grande arma do governante de Shotet, não reflete toda crueldade que as histórias contam, e ela poderia se tornar sua grande aliada. Do mesmo modo Cyra, que está cansada de ser usada por seu irmão, e já não aprova mais seu métodos de liderança, percebe que sua única saída é se juntar à uma pessoa que sempre foi considerado seu inimigo, um Thuvhe.


Veronica Roth desenvolve um ótimo enredo em Crave A Marca, achei super interessante a ideia da corrente, e os poderes que são concedidos aos personagens, tanto como as personalidades criada para cada um. Akos e Cyra são personagens com pensamentos totalmente opostos, principalmente pelo modo como cada um foi criado, crescendo acreditando em versões da história de seu povo em ângulos diferentes. Mas nos encantamos com os dois igualmente.
Fiquei muito curiosa sobre os outros planetas desta galáxia, conhecemos alguns no livro, mas espero que outros tenham mais espaço na sequência. O início é um pouco confuso, como a maioria das fantasias, quando temos que adaptar ao novo universo que está se abrindo de acordo lemos a história. Os capítulos são intercalados entre Cyra e Akos, e fiquei incomodada com o fato de os capítulos de Akos serem em terceira pessoa e os da Cyra não. tenho certeza que os dois em primeira pessoa iriam me agradar mais.

Antes de escrever a resenha li alguns comentários sobre o livro, e a maioria das pessoas não gostaram, destacando o fato do livro trazer uma história racista, pelo fato do povo brutal e impiedoso, os Shotets, serem de pele morena, e os Thuvhes, seriam os brancos e bondosos. Se formos  olhar por esse lado a maioria dos livros distópicos e fantasias de governos opressor, ou com personagens escravos teria que ser considerado o mesmo. Então não compartilho dessa opinião sobre o livro.

Crave A Marca é uma obra que retrata um novo universo onde mostra a instabilidade entre nações, as diferenças entre povos, a ambição das pessoas de um modo cruel e brutal.  E como a simplicidade, a estratégia e o conhecimento pode mudar o futuro dos outros. O livro é indicado para quem gosta do gênero sci-fi  e fantasia, além de um pouco de romance. O enredo te envolve, temos algumas surpresas durante a história e espero que a autora possa progredir na sequência. 


No livro temos alguns nomes bem peculiares, e nas ultimas páginas tem um vocabulário com significados, além da explicação de como pronunciamos alguns. Achei esse vídeo com a autora ensinando como se diz cada um, e vale a pena assistir ♥

8 comentários :

  1. Oi, Nikolle!
    Desde que você comentou no twitter como fazer a resenha desse livro, já fiquei ansiosa hahhahaha
    Pelo que li, achei que o universo criado pela autora ficou bem bom.
    Eu vi muito sobre a obra ser racista, mas ainda não tinha entendido o porquê. Realmente sua colocação faz bastante sentido.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Luiza, eu estava sem saber como começar a resenha mesmo hushaushaus é muita história pra contar.
      Fico feliz que tenha curtido o post, espero que leia em breve o livro!

      ~~xoxo ♥♥

      Excluir
  2. Oi, Nikolle!!

    Eu também gostei bastante desse novo universo da Veronica Roth. Gostei do desenvolvimento de toda a história e dos personagens.

    Achei que essa nova distopia tem tudo para ser muito boa!! Vamos aguardar a continuação, né?

    Bjs!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Carol! Que bom que curtiu, vale a pena a leitura :)

      ~~xoxo ♥♥

      Excluir
  3. Gosto muito de livros fantásticos, que brincam com poderes e novos planetas, assim como gostei demais dos livros da série divergente (dos filmes, só o primeiro que presta). Assim minha expectativa sobre esse livro é grande.
    Sobre a polêmica sobre racismo, só me deixa mais curiosa pra começar a ler a obra logo e formar a minha própria opinião sobre o tema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Jaqueline! Se você gosta do gênero vai amar sim! Leia e volta aqui pra dizer o que achou.

      ~~xoxo ♥♥

      Excluir
  4. Oi Nikolle, eu amei a trilogia Divergente e a escrita da autora, portanto estou ansiosa para ler este livro. Sua resenha me deixou com mais vontade de conhecer esta história!
    Abraços.
    https://letrasmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Talita! Tudo Bom? Tenho certeza que vai curtir muito o livro!
      Obrigada!
      ~~xoxo ♥♥

      Excluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.