Resenha: Você para Sempre [Forever Black #2] - Sandi Lynn

sexta-feira, 11 de novembro de 2016


Título: Você para Sempre [Forever Black #2]
Autora: Sandi Lynn
Classificação: 3.9 [skoob]
Páginas: 272
Editora: Valentina
Gênero: Romance, Drama



Em Black Para Sempre, primeiro volume da trilogia, conhecemos a personagem Ellery, uma mulher que já passou por muitas coisas, é uma pessoa generosa e doce e que não estava preparada para a enxurrada de emoções que iria ter na vida, no momento que decide deixar Connor Black se tornar seu amigo e em um futuro próximo, o seu maior amor. E os leitores acompanham toda a história através dos olhos e pensamentos dela.

Porém em Você Para Sempre, iremos ter todo o ponto de vista do livro um na versão de Connor. É notável algumas diferenças entre os dois livros, mesmo que seja a mesma história, mas não acho que ele é essencial para dar continuidade a trilogia. Porque como já li "Black Para Sempre", já sei a ordem dos acontecimentos, então não tive novas descobertas. 

A autora tentou explorar os momentos no enredo em que Connor passa por indecisões sobre contar seu segredo para Elle, do mesmo modo que nesta versão presenciamos como ele se sente quando descobre o que Ellery esconde dele. São modos diferentes ao ver as mesmas cenas narrada por outro personagem, mas o impacto não chega a ser o mesmo quando descobrimos, pois já sabemos quando  tudo vai acontecer.


" - Eu não posso tirá-la da minha mente. Ela é tudo que fico pensando durante o dia e à noite. Eu não tenho sido capaz de me concentrar em qualquer outra coisa. Já cancelei todos os meus encontros porque eu só quero ver Ellery."
Eu dei uma nova chance para história e minhas conclusões são as mesmas da resenha do livro um. Um ponto interessante aqui é que, se eu tivesse lido apenas a versão do Connor acho que teria gostado mais do enredo e o casal não seria tão superficial quanto achei. As indicações vão novamente para quem ama um romance bem doce (bem diabético) e dramático.


“Já não me importava mais com a minha vida, porque tinha uma nova vida para cuidar e pela qual zelar, uma vida que estava deitada ao meu lado, parecendo um anjo.”

 

6 comentários :

  1. Gosto muito de romance bem doce, clichê e dramático, no entanto nunca me interessei pela leitura desse livro, por ter lido resenhas anteriores que comparavam o livro 50 tons de cinza, mas pela sua resenha não vi nada parecido, ou você não tenha citado. Vejo que talvez a história tenha ficado superficial pelo fato da repetição, não ter algo a mais. Pretendo da uma chance a essa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada em comparação a 50 tons, a história é totalmente diferente, e a escrita da autora é até melhor q a de 50 tons, se for dar uma chance nem pense nessas comparações!

      Obrigada pela visita!
      ~~xoxo ♥♥

      Excluir
  2. Não acho que esse livro tenha algo a ver com 50 tons... acredito que a Lana disse isso pq os blogueiros digam isso em relação à ter outro livro, com a mesma história, mas no ponto de vista do homem... como aconteceu em Cinquenta Tons. Que, aliás, ficou muito bom. Mesmo sabendo de muitas cenas, no primeiro livro eles passavam maior parte do tempo separados, então o livro teve muita coisa diferente, no ponto de vista de Grey. Não sei se vc já leu..
    Quando à esse livro... não sei se eu leria... até gosto de livros clichês... mas já estou enjoada disso... quero ler coisas diferentes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, não tem nenhum ponto relacionada com 50 tons, o romance aqui é totalmente fofo e dramático, e não tem como comparar os dois.

      Excluir
  3. Que lindo!
    Não conhecia...Adorei o enredo, a leitura parece bem agradável!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se gosta de romances fofos, doces e dramáticos vai curtir sim!
      Obrigada pela visita!
      ~~xoxo ♥♥

      Excluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.