Resenha: O Despertar do Lírio [Flores da Temporada #2] - Babi A. Sette

quinta-feira, 11 de agosto de 2016


Título: O Despertar do Lírio [Flores da Temporada #2]
Autor(a): Babi A. Sette
Classificação: 4.8 [Skoob]
Páginas: 382
Editora: Novo Século
Gênero: Romance de Época, Romance Histórico, Adulto

Lilian Radcliffe se tornou uma viúva muito jovem, afim de ter um casamento digno, casou-se com seu primo Rafael que lhe deu o título de viscondessa mas deixou-a muito cedo na vida com um filho ainda muito pequeno. Como uma boa dama, Lilian mantém uma reputação impecável, como uma mulher que honra a memória do seu marido e procura seguir todas as regras da sociedade, ela está satisfeita com sua vida pacata e vazia de emoções, acomodou-se ao fato de nunca mais ter outro homem em sua vida, principalmente por não acreditar de verdade na experiência de se apaixonar. Ao decidir ajudar uma amiga, passando alguns dias na residência de um nobre e participando dos nobres da temporada, ela vai se encontrar com Lorde Owen, um homem perturbador, do qual ela deveria realmente ficar longe, mas o destino tinha outros planos para a jovem Lilian.

Simon Thorne - ou Lorde Owen, como prefere ser chamado - é um homem frio e malicioso, conhecido como o maior libertino do reino, ele não costuma frequentar a sociedade, desde que sua fama de Barão Assassino tomou conta das fofocas dos grupos aristocráticos. Sua esposa morreu em circunstâncias misteriosas, e ninguém acredita na inocência do homem, desde então ele se tornou um homem sem escrúpulos e que não segue os padrões de decência. Quando a oportunidade para cumprir uma vingança que ele almejava a tanto tempo surge em suas mãos, ele vai agarrá-la e seduzi-la utilizando todos os meios possíveis para concluir seus planos sórdidos, ele só não esperava uma reviravolta em sua vida e em seu coração.

Eu estava muito ansiosa por esse segundo volume, visto que me apaixonei pela escrita de Babi em "A Promessa da Rosa", e principalmente depois de ver essa capa MARAVILHOSA, preciso elogiar a editora pelo trabalho lindo na arte de capa e diagramação linda do livro. Como mencionei, acredito que a autora se encontrou perfeitamente no universo dos romances de época, com uma escrita muito instigante e que insere o leitor completamente, nos transportando para aquela época junto com seus personagens. 

Entretanto, apesar de ter ficado muito envolvida por essa história, não me encantou tanto quanto aconteceu no primeiro livro, que eu engoli rapidamente as páginas. Acredito que o que tenha me desanimado um pouco tenham sido as grandes semelhanças com outros títulos do gênero que li recentemente, e isso me incomodou um pouco, mesmo assim fiquei muito curiosa para saber como ia se dar o desenvolvimento da trama, e a autora sem dúvidas encanta com seus personagens tão profundos.


Lilian é uma mocinha conformada, mas sua vida é insossa e parada justamente porque ela não conheceu outra realidade. Quando ela e o Barão começam a se envolver em um jogo de gato e rato, onde se odeiam com a mesma proporção com que se desejam, logo notamos as mudanças na protagonista, Ela desabrocha como uma flor ao longo do livro, um crescimento maravilhoso e que me agradou muito, eu acho esse tipo de desenvolvimento da personagem essencial nesse tipo de trama, e ver como ela se descobre ao conhecer o amor, conhecer a si mesma, perder suas inibições, fez dela uma mulher mais forte e empoderada.

O passado obscuro de Lorde Owen foi a peça que me deixou mais inquieta ao longo do livro, eu queria descobrir seus medos e o que o transformou no homem sórdido que ele se tornou, e a autora sem dúvidas amarrou muito bem essa parte da história, entrelaçando de uma maneira muito primorosa a vida dos protagonistas e de outros personagens da trama que foram ganhando suas explicações e me deixando muito satisfeita com os desfechos que foram ganhando.

O grande diferencial desse livro é que, enquanto no primeiro tivemos várias reviravoltas que surpreenderam ao longo de toda a história, aqui nós já sabemos uma boa parte do que pode vir a se desenrolar logo nos primeiros capítulos, o que eu considerei bem clichê, não de uma forma negativa, mas é que não surpreende tanto quanto o anterior mesmo. Personagens do volume anterior também vão aparecer, e de certa forma, até mesmo se redimir, um ponto positivo em minha opinião.

Babi envolve e cativa seu leitor, mas não surpreendeu e era o que eu mais esperava, os personagens são profundos, intensos, o romance é quente, cheio de química, muito tocante, e os cenários do período são muito bem descritos como só ela consegue fazer, fico na expectativa de gostar mais do próximo volume, que trás um novo casal de protagonistas, mas que ainda não tem data de  lançamento.




Um comentário :

  1. Oi Carla!

    Olha, A promessa da Rosa foi uma reviravolta atrás de reviravolta, de tirar o fôlego srsrsrs Mas mesmo esse sendo diferente eu quero muito ler, fiquei apaixonada pela narrativa da autora!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.