Resenha: O Amor Nos Tempos do Ouro - Marina Carvalho

domingo, 12 de junho de 2016


Título: O Amor Nos Tempos de Ouro
Autora: Marina Carvalho
Classificação: 4.6 (Skoob)
Páginas: 328
Editora: Globo Alt
Gênero: Romance Histórico Nacional


No século XVIII, mais precisamente no ano de 1734 Cécile Lavigne uma franco-portuguesa desembarca em terras brasileiras. Nesse período a maior riqueza do Brasil era seu ouro, ele era garimpado em Minas Gerais e esses garimpeiros eram escravos africanos que sofriam enorme maus tratos de seus senhores. A jovem que recém perdeu os pais e irmãos veio para o país para ficar sob a tutela de seu tio.

Cécile que estava desmotivada com a vida encontrou no Brasil motivos suficientes para desfrutar a vida, mas nem tudo foi fácil em seu caminho.

- Úrsula, eu não me preocupo muito com o que as pessoas pensam a meu respeito. Sou assim desde sempre. Nem mesmo maman ou papa conseguiram corrigir esse defeito em mim. E já que passaremos um longo tempo juntas, imploro que aceite minha personalidade.
Seu Tio Euzébio queria colocar as mãos na herança que ficou para a jovem e lhe arrumou um casamento em Minas Gerais. Cécile tinha vindo de Portugal para o Brasil de navio, uma viagem que durou quase dois meses. Desembarcou no Rio de Janeiro e por lá ficou apenas alguns dias. Seu tio logo lhe enviou para Minas Gerais para ficar com seu futuro marido. Porém essa viagem seria encarregada a um aventureiro que vive fazendo trabalhos para algumas pessoas de alto poder aquisitivo. Fernão e sua comitiva estavam encarregados de entregar Cécile em perfeitas condições para seu noivo, mas muita coisa acontece durante esse percurso do Rio a Minas.

Cécile fica inconformada com esse arranjo de seu tio, a garota que ainda mistura um pouco de francês em suas falas tenta não se deixar abater. Seu pai lhe dizia que a filha só se casaria por amor, a rebeldia sempre falou mais forte em seu gênio e ela não foi educada para ser uma esposa submissa ao marido. Durante sua viagem ela fica encantada com toda a fauna e flora do Brasil e com cada explicação que Fernão lhe dá a respeito delas, os índios e as tribos canibais  lhe causam medo, mas aqueles que já foram evangelizados pela igreja cristã não. Ela tenta tratar os escravos como qualquer outra pessoa, ela sempre que pode lhes dirige a palavra e não tem medo de lhes demonstrar carinho. Uma Francesinha espirituosa e determinada.


Entretanto, como fiz deste diário meu único ombro amigo, secretíssimo antes de tudo, atrevo-me a revelar, sem medo de ser desmascarada, que acabei por me afeiçoar a Fernão.
 Essa foi minha primeira experiência com um Romance Histórico Nacional e eu fiquei encantada com todas as informações que o livro me trouxe a respeito da época em que a trama se passa. Fiquei imaginando como deveria ser difícil se casar com uma pessoa que mal conhecemos, com uma pessoa bem mais velha que sua idade, esse que foi o caso tratado no livro. Cécile tinha apenas 19 anos e seu futuro marido tinha um filho mais velho que ela. Ele era um ser muito temente a Deus e um verdadeiro demônio com seus escravos.

Fernão que era um aventureiro que já tinha feito várias coisas erradas em sua vida não se sentia digno de gostar de Cécile e a jovem bem educada não conseguia entender porque se apaixonar por um "selvagem". Marina Carvalho contou essa história de uma forma tão deliciosa que eu me senti naquela época. Claro que tem sua parte não tão bela como o sofrimento dos escravos e como deve ter sido difícil para os índios serem catequizados, porém partes importante de nossa história.

O livro é narrado em terceira pessoa e nele possui algumas passagens do diário de Cécile em primeira pessoa. Gostei bastante da escrita da Marina, ela usou termos correspondentes a época em que o livro se passa, mas nada tão rebuscado que tenha atrapalhado durante a leitura. A capa é perfeita, transmite totalmente a história do livro, uma Cécile linda e de nariz empinado, toda refinada e bela, mas uma guerreira quando precisa ser, uma jovem que luta pela igualdade em um tempo que isso era absurdo.

Uma leitura indicada a todos. Leiam e se apaixonem por Cécile e Fernão. 
"Minha filha, tu decides o que se eternizará em teu coração. Não te preocupes. O futuro está sendo plantado. A vida ainda não terminou."

4 comentários :

  1. Ainda não li nada dessa autora, mas como gosto muito de romance de época, acredito que esse tenha tudo para me agradar. Ainda mais por se tratar de uma personagem forte e que tem garra para lutar pelo que quer. E concordo contigo, a capa está linda demais. Quero ler!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ah, que amorzinho! Não sou muito adepta de romances históricos (por falta de oportunidade mesmo), mas queria começar a ler alguns e esse parece uma boa pedida. Adorei a resenha!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  3. Olá, Paula!!

    Sempre que leio resenhas desse livro são positivas! Estou ficando cada vez mais curiosa por essa história de amor em tempos tão complicados ao se nascer mulher.

    Uma pena que não estou podendo comprar livros novos no momento, mas manterei o nome na minha lista de desejados! ;)

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou super ansiosa pra ler esse livro e confesso que sua resenha me deixou mais curiosa ainda.
    Adoro a escrita da Marina e esse livro parece ser lindo.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.