Resenha: Fragmentada [Slated #02] - Teri Terry

segunda-feira, 4 de abril de 2016


Título: Fragmentada (Slated - Livro 02)
Autora: Teri Terry
Classificação: 4.4 (Skoob)
Páginas: 424
Editora: Farol Literário
Gênero: Distopia, Young Adult (Jovem Adulto), Thriller

 Resenha LIVRO 01Reiniciados [Slated #01]

Reiniciados são incapazes de cometer atos de violência, mas eu cometi. Reiniciados são incapazes de lembrar algo do próprio passado, mas eu me lembro. Os Lordeiros me levariam. Provavelmente iriam dissecar meu cérebro para descobrir o que houve de errado, o porquê de meu Nivo ter falhado em controlar minhas ações. Talvez eles fizessem isso comigo enquanto eu ainda estivesse viva... 

Na sequência de Reiniciados, Kyla se vê em um beco sem saída. Os Lordeiros levaram seu melhor amigo, e ela se culpa por isso. No entanto, determinada e impetuosa, ela decide que vai fazer de tudo pra descobrir o que aconteceu com ele e garantir que ele não será esquecido. Nessa busca, nossa protagonista será envolvida em um jogo perigoso, lutando contra a opressão dos Lordeiros e ansiando pela sua liberdade sem ser descoberta. Cuidado extremo deverá ser tomado, afinal ela não sabe se uma ameaça pode estar dentro de sua própria casa.

É como dois trens em alta velocidade, em rota de colisão, se aproximando mais e mais, em direção ao desastre.  
Além da busca por Ben, Kyla está em uma luta interna, por que agora ela não sabe mais quem ela realmente é. São fragmentos de memórias que continuam a lhe atormentar, e perguntas embaraçosas que não deve fazer. Até que ela comete um ato de violência, algo que nenhum Reiniciado é capaz de realizar, mas que em Kyla, desencadeia uma onde de recordações, e uma segunda personalidade que ela não sabia que possuía, emerge dessas lembranças, fazendo-a se tornar uma pessoa mais forte, confiante e decidida. E acompanhado dessas recordações, novos amigos e aliados que já lutaram com ela em um passado que antes era esquecido, voltam a fazer parte da sua vida. "Um eco do passado ressoa em minha mente."

Eu realmente tenho uma segunda chance [..] os Lordeiros falharam. Minha Reiniciação falou. Guardo o segredo dentro de mim, uma pequena satisfação interior. 

Sonhos intrigantes, começam a tomar forma nas lembranças dessa nova Kyla, a cada noite eles deixam de ser pesadelos, para fazer parte de um quebra cabeça que ela acredita que lhe dará respostas. Mas será que ela pode compartilhar esses sonhos com aqueles que a observam, que toda semana estão ali checando se está tudo bem? Seriam lembranças da antiga Kyla antes de ser reiniciada? Afinal por ela foi reiniciada?

O medo que ainda resta em mim após o sonho se converte em frustração, depois raiva. Dou um soco no colchão. Porque não consigo lembrar o que realmente aconteceu, agora que tenho todas essas outras lembranças de volta? Porque? 




Teri Terry permanece com uma narrativa fluída, bem construída, segmentada, repleta de ambiguidade. Não é possível saber realmente quem está do "lado do bem" e do "lado do mal". A autora passa para o leitor, as mesmas incertezas e questionamentos que Kyla possui. Novos personagens serão apresentados e passam a tomar mais espaço na vida de Kyla. Alguns lhe transmitem conforto e confiança, e outros despertam certa antipatia e curiosidade.

Não sei o que esperar do desfecho da trilogia. A autora deixou um gancho muito bom para a sequência, que não é previsível e não dá grandes pistas do que vem por aí. Kyla se mostra mais inteligente nesse livro, toma cuidadosamente as suas decisões, e as atitudes e a nova personalidade dela me agradaram. Mesmo com toda essa luta interna da fragmentação da sua memória, o motivo de ter sido reiniciada, a luta contra os Lordeiros e a oportunidade de provar para as pessoas do seu passado que ela realmente quer fazer parte de algo maior, Kyla não perde o foco, que é recuperar Ben. É uma leitura totalmente recomendada, pra quem gosta de thriller, ambientes distópicos, que envolvem uma política opressora e personagens que irão despertar sua curiosidade.

Único ponto negativo dessa edição da editora Farol Literário, foi algo que me incomodou um pouco durante a leitura, a tradução de nomes próprios, achei desnecessário. Mesmo que o nome de um personagem, seja de algo que possui tradução em português, é um nome próprio e deveria permanecer do modo original. Se não fosse nesse quesito - que me incomodou bastante enquanto lia - Fragmentada receberia cinco estrelas.  

11 comentários :

  1. Eu tenho o livro 1, mas ainda não o li. Aliás, preciso providenciar não só este, como o terceiro volume também. Que bom que a autora manteve o bom enredo. Espero que seja assim até o final.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Não começar a trilogia ainda, estou bastante curiosa pra conhecer mais sobre Kyla e suas questões...A trilogia parece mto boa, espero ter tempo pra começar logo...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. A trilogia parece ser muito boa, ainda não tive a oportunidade de ler. Amo distopia e a forma como tudo acontece, sem dúvida a trilogia é de prender a atenção do leitor, espero ter a oportunidade de ler logo. ..bjos :*

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive muita vontade de ler essa trilogia, porém a oportunidade ainda não chegou. Já li várias críticas positivas sobre as obras e a vontade de ler só cresce hahahaha. Adorei a resenha!
    Beijos,
    Luana Agra - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ai meu Deeeeuuuus, eu paquero demais com esse livro!! Apesar de só ter dado 4 estrelas, achei a resenha muito animadora. Ainda não li o 1, mas vou fazer isso com a máxima urgência!

    ResponderExcluir
  6. Oi Mih!

    eu não conheço a trilogia, mas estou dando um tempo em distopias, quando eu voltar a ler vou conferir pq gosto de narrativas que fluem!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Eu acho essa capa bárbara e amo distopias, mas ainda não conferi o primeiro livro.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Gostei muito dessa resenha, é uma história bem diferente, cheia de mistérios.
    Essa distopia toda é muito interessante, acho que daria um bom filme!

    ResponderExcluir
  9. Oi
    Eu já li toda a trilogia e este foi o livro que mais gostei. O tradução dos nomes não me incomodou, na verdade nem reparei...
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Top Comentarista de Abril, serão 3 ganhadores e você ainda pode ganhar um livro a sua escolha.

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Já li a trilogia, ganhei ela em um sorteio e gostei bastante apesar de o final ter me decepcionado um pouco, esperava um final mais feliz.

    ResponderExcluir
  11. Oi Mih, tudo bem?
    Já faz um tempinho que li o volume I e ameeei a premissa da história. O problema é que nunca encontrei os volumes seguintes em promoção, e até hoje estou esperando precinhos amigos haha.
    Amei a tua resenha e tu reavivou minha curiosidade para saber o que acontece com a Kayla nos próximos volumes.
    Beijocas!
    @pirulitolimao | A Garota da Livraria

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.