Resenha: Sob o Céu do Nunca [Never Sky #01] - Veronica Rossi

domingo, 14 de fevereiro de 2016


Título: Sob o Céu do Nunca [Never Sky #01]
Autora: Veronica Rossi
Classificação:  4.4 (Skoob)
Páginas: 336
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Distopia, Fantasia, Ficção Científica


Em um futuro distante o mundo foi dividido em dois tipos de população, aqueles que vivem nos Núcleos (Cidades encapsuladas) e os que vivem na área externa. Os Ocupantes vivem dentro de algo parecido como um prédio e eles possuem um dispositivo chamado de Olho Mágico, com esse dispositivo eles podem criar virtualmente o ambiente que desejarem, esses ambientes são chamados de Reinos. Não é porque estão presos que não podem ir à praia, basta imaginar e você estará lá. O slogan das cidades encapsuladas é "Melhor que o real". Os Forasteiros vivem em pequenas colônias e sofrem com a falta de alimentos e as constantes tempestades de éter, uma vida totalmente perigosa.

Será que um Ocupante se adaptaria a viver no mundo real? Será que viver longe do medo e da dor é tão benéfico como todos imaginam?

Ária foi banida de Quimera, a cidade encapsulada em que vivia, ela sempre foi ensinada que um Ocupante duraria pouco tempo fora dos núcleos. Ela que nunca tinha saído de Quimera e se encontra jogada no meio de um deserto e pela primeira vez ela vê os filetes de éter pelo céu, a garota acredita que possui poucas horas de vida e decide ficar deitada por ali mesmo. Perry um Forasteiro que está deixando sua colônia se depara com a jovem no chão e a ameaça de mais uma tempestade de éter, ajudar ou não a Ocupante?
Ela ouvira todas as histórias sobre a Loja da Morte, como todo mundo. Um milhão de maneiras de morrer. Ela sabia que as alcateias eram tão inteligentes quanto os homens. Ouvira falar que os bandos de corvos bicavam pessoas vivas, despedaçando-as, e as tempestades de Éter se portavam como predadores. Mas ela concluiu que a pior morte da Loja da Morte era apodrecer sozinha.
Desde que a mãe de Ária foi para a cidade de Nirvana a garota perdeu o contato com ela. Os governantes dos núcleos dizem que a cidade está sem comunicação, mas a garota não irá descansar até ter a chance de encontrar novamente sua mãe. Agora livre dos núcleos toda as suas forças estão direcionadas a chegar na cidade de Nirvana. Os Ocupantes levaram alguém muito especial para Perry e ele está tentando encontrar uma forma de entrar em algum núcleo e descobrir o que aconteceu com essa pessoa. Dessa forma eles decidem se tornar aliados.


Não vejo Ária como uma garota mimada, apenas como alguém que teve uma criação totalmente diferente. Imagina uma pessoa que foi criada em um ambiente em que podia ir onde imaginasse, poderia se vestir do jeito que quisesse, se ela tivesse vontade de estar em uma boate ao meio dia bastava imaginar, e quando se encontrou realmente no mundo real ficou fascinada e amedrontada com tudo que experimentava e vivenciava. Perry é um caçador habilidoso, está acostumado a viver com muito pouco, sempre preocupado com o bem-estar das pessoas de sua colônia. A vida para ele não foi fácil e por tudo que ele já passou a maioria de suas atitudes eram normais para ele. Ária em um momento o chama de monstro, mas com essas realidades tão opostas será que ela entenderia todas as decisões que ele teve que tomar.
Ela olhou para cima.
- Um mundo de nuncas sob o céu do nunca.
Ela combinava perfeitamente com esse mundo, pensou ele. Uma garota que nunca calava a boca.
Eu tinha terminado de ler uma fantasia que não tinha shipp e estava bem desanimada, mas o shipp de Ária e Perry é tão lindo. Gostei muito de ver ela crescendo e se conhecendo melhor, de ver ele tentando dar uma chance para a Ocupante. Enquanto eles caminhavam ela nunca ficou de mimimi, falando que estava cansada, que queria parar. Ela catava pedras e queria saber como era cheirar uma rosa verdadeira. Ela saiu totalmente de sua zona de conforto e foi forte. O que falar de Peregrine - Perry - cabelos loiros todo bagunçado parecido com uma juba de leão. Personagem encantador. Amei os protagonistas criado pela Veronica Rossi.

O livro é narrado em terceira pessoa, mas tem os capítulos que são mais focados em Ária e os de Peregrine. Antes de cada capítulo tem o nome do personagem. A Rocco manteve a mesma capa usada na gringa e esse mês está lançando o segundo livro da Trilogia Never Sky. Último capítulo do livro me deixou curiosa para saber como prossegue a história desses dois jovens. Minha Wishlist infinita.

Uma curiosidade: Veronica Rossi nasceu no Rio de Janeiro, mas vive fora do Brasil tem muitos anos. O livro não é considerado Literatura Nacional.

As capas dos próximos livros.

            


14 comentários :

  1. Mais uma série para ler, mas como outras ainda vou esperar um pouco antes de começar a leitura. Interessante este detalhe de não ser nacional apesar da autora ser. Não sabia.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Para começar amei a capa do livro, foi o que me chamou a atenção!!! Adorei o enredo da trama, me chamou a atenção, adoro esse estilo de história, e amei a resenha, ja vou deixar na minha listinha aqui!!!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Adoro enredos fantásticos e esse ainda tem um temperinho sci-fi todo especial.
    Já vi algo parecido com as cidades-cápsula em outro livro, mas é sempre legal ver como os autores pegam uma ideia e a exploram sob outra ótica.
    Acho que vou me identificar mais com o Perry do que com a menina. Gosto desse jeito independente e de pessoas que se importam com os outros.

    ResponderExcluir
  4. Esse me lembra um pouco outro que eu li chamado "A Estrela" de Javi Araguz e Isabel Hierro, e como eu amei esse, fiquei também muito interessada nos livros da Trilogia Never Sky. Parabéns pela resenha! #VaiPraMinhaLista <3

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de distopias e achei muito interessante esse novo universo criado pela veronica, uma história bem diferente de outras.Fiquei super curiosa para ler e a capa achei bem bonita que bom que mantiveram a original :)

    ResponderExcluir
  6. Gosteii dessa história!! Acho muito interessante essas distopias, eu acho incrível como a autora pode imaginar um mundo totalmente novo. Gostei dessa grande questão: "Será que viver longe do medo e da dor é tão benéfico como todos imaginam?" Gostaria de saber mais sobre essa grande aventura!! =]

    ResponderExcluir
  7. Nossa tenho esse livro já faz um tempo e não consigo ler antes de ter o seguinte, não sabia nada sobre a autora mas estou esperando um grande livro. distopias são minhas leituras preferidas.
    Gostei mais da capa que tenho.

    ResponderExcluir
  8. Finalmente dá pra ler! Fiquei indecisa se lia, porque a editora que lançava parou e quem leu ficou perdido sem outros. Decidi deixar ali de lado e ver no que dava. Ainda bem que essa editora pegou pra relançar, agora posso ler finalmente essa história. É bem interessante e parece que bem escrita, leitura viciante. Muito boa essa ideia e ela parece ter feito bem com a história. Não sabia que a autora tinha nascido aqui, que legal =D

    ResponderExcluir
  9. Estou bem interessada nessa trilogia, eu gosto muito de trilogias e sagas que envolvem ficção científica etc, a rocco é uma das editoras que gosto e que têm muitos livros desse gênero kkkk . Sua resenha foi lindaa e assim que puder quero ler, e espero que eles fiquem juntos ( obs: não sei a história, tomara que tenha um pouco de romance kk ) Abraços meninas!

    ResponderExcluir
  10. Que máximo gosto de livros com continuação mas venhamos e convemhamos esperamos que eles não demorem leria gosto de romances não sei o qto de ficção e romance há mas leria

    ResponderExcluir
  11. Que máximo gosto de livros com continuação mas venhamos e convemhamos esperamos que eles não demorem leria gosto de romances não sei o qto de ficção e romance há mas leria

    ResponderExcluir
  12. Livros com tema distopia é um dos melhores tipos de leitura,gostei da resenha esse mundo onde o que vc podia ir onde imaginasse, a Aria e a busca pela mãe, o forasteiro Perry e sua aliança com ela ...pela resenha também shippei em Aria e Perry

    ResponderExcluir
  13. Hey!gosto muito de distópicos,acho super legal visitar outros mundos tão diferentes,este parece ser interessante,apesar de que algumas partes ainda serem clichês,mas nada como dar uma chance não é? a capa é muito bonita e fiquei surpresa pela autora ser brasileira o.O
    Bjos ^^

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já tinha visto esse livro e gostando da historia mas lendo a resenha tenho que ler gostei muito desse mundo que a autora cria me deixando curiosa para saber mais principalmente dos Núcleos e gostei muito dos personagens principalmente a Ária que me surpreendeu !!

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.