Resenha: Amor em Jogo [Wild Cards #01] - Simone Elkeles

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016


Título: Amor em Jogo (Wild Cards #01)
Autor (a): Simone Elkeles
Classificação: 4.0 (Skoob)
Páginas: 360
Editora: Globo Livros
Gênero: New Adult, Jovem Adulto



"Ashtyn Parker é perigosa. Ela tem esse exterior durão, fala como um cara e se veste como um, na maior parte do tempo. Daí tem a outra metade, a metade que é vulnerável e insegura, e usa roupas sexy para se certificar de que as pessoas saibam que ela é uma mulher por baixo daquela fachada de durona. Achei que a irritando, ela se afastaria. Mas talvez fosse para destruir aquele muro que ela construiu."

Derek Fitzpatrick aprontou novamente, e dessa vez o colégio não vai dar mais chances, ele vai ser expulso. Como seu pai é da marinha e está em viagem, ele vai ser obrigado a morar com a madrasta que tem a metade da idade do pai e de quem ele não gosta muito. Mas como as coisas não poderiam ficar piores, ele acaba de receber a notícia que eles estão se mudando da Califórnia para Illinois, e ele não tem escolha a não ser ir junto.

Ashtyn Parker acabou de receber uma notícia que ela não esperava, sendo a única menina no time de futebol americano, ela foi escolhida como a capitã da equipe, e seu sonho parece cada vez mais próximo, dessa forma ela tem ainda mais chances de conseguir uma bolsa de estudos em alguma faculdade. Entretanto em sua casa as coisas não vão tão bem assim, sua irmã está de volta, depois de ter ido embora sem nenhuma explicação quando Ashtyn tinha 10 anos de idade, e ela não está sozinha trouxe junto o seu filho, um sobrinho que Ashtyn vai fazer de tudo para conquistar a afeição, e seu enteado, um garoto com a mesma idade da dela e que devia ter ENCRENCA tatuada no rosto. Ela vai fazer de tudo para evitá-lo e continuar vivendo sua vida como antes, ela só não esperava ter tanto em comum com Derek e ainda ser prejudicada pelo fato de ele ser tão atraente.
Conheci Simone Elkeles quando li "Leaving Paradise" (RESENHA), e me apaixonei completamente pela escrita da autora. De uma maneira muito fluida e recheada de romance, a autora escreve histórias muito tocantes, que enchem os nossos corações e nos deixam suspirando, além de abordar temas comuns aos jovens e que vocês que acompanham sabem que eu adoro! Nesse livro a autora abordou as questões dos dramas familiares, relacionamentos abusivos, machismo na sociedade e as descobertas que a juventude, e as fases de transição trazem.
"Posso dizer que Ashtyn é uma menina que joga suas próprias regras e se recusa a reconhecer que há algum tipo de eletricidade entre nós. Quanto mais ela protesta, mais sabemos que eu a peguei de jeito."
Ashtyn nunca se deixou acovardar por ser a única menina em seu colégio que jogava futebol americano, inicialmente incentivada pela vontade de chamar atenção do pai, a garota se envolveu tanto com o esporte que passou a enxergá-lo como uma prioridade em sua vida, e como uma oportunidade de futuro também. A satisfação ao ser escolhida como capitã do time e enxergar o respeito que ela conquistou em meio aos garotos, é quase jogada por água abaixo por seu namorado, o quarterback do time que esperava receber o posto. Nesse ponto a autora costura muito bem a questão dos relacionamentos abusivos que acontecem tanto na vida real, o fato de um garoto não aceitar ser comandado por uma garota, o fato de ele acreditar que simplesmente por seu gênero ele tem mais direito a pulseira de capitão do que ela, e o fato de que por serem namorados ele acreditar que ela deveria desistir de tudo em favor dele, são alguns fatores que enxerguei na história e espero que leve a todos os leitores a pensarem nessas questões machistas que estão tão impregnadas.

Derek tem os seus demônios muito bem guardados, e logo percebemos os motivos porque o garoto não quer se envolver em um relacionamento com Ashtyn, ele acredita que ela é uma garota pra se levar a sério, mas o seu medo da perda o fazem evitar seus reais sentimentos pela garota a todo custo. Ele é um provocador, e quando percebe que suas brincadeiras a atingem em cheio, esse passa a ser seu passatempo favorito enquanto se vê obrigado a permanecer na mesma casa que ela. E nesse relacionamento gato e rato, vai surgindo um amor tão doce e intenso, que os dois não estavam preparados para encarar.
"Sinto muito que você e eu tenhamos essa atração que não vai embora. Sinto muito que você quer alguém que fique com você quando ninguém mais estiver. Sinto muito que não pude ter apenas uma noite quando eu sabia que você estava chorando por causa disso. Sinto muito não ser o cara que você quer que eu seja."
Em meio a um gênero que é sempre recheado de clichês, Simone Elkeles consegue ainda sim surpreender o seu leitor, não com um enredo inovador, mas com uma história tão bem escrita, envolvente e que te leva a se apaixonar por seus personagens a cada nova página e diálogo. Um livro que nos faz refletir sobre as escolhas que fazemos, sobre nunca abaixar a cabeça ou desistir dos nossos sonhos, e é claro sobre encontrar o amor verdadeiro.



Sobre a Série:

Wild Cards é na verdade uma duologia, e eu só descobri isso quando terminei a leitura, estava certa que era um livro único. O segundo volume vai ser publicado ainda em 2016, segundo a Editora Globo Livros, que está investindo cada vez mais em YA e livros focados no público jovem, através de um selo que se chama Globo Alt. Acompanhe no Twitter e Instagram e saiba das novidades @globolivros e @globoalt. Confira as capas de outras edições:

Amor em Jogo (Wild Cards) | Wild Crush

 

12 comentários :

  1. Oi, Carla!
    Estou com esse livro para ler, gosto muito da escrita e dos livros d autora e estou com grandes expectativas para ler esse. Espero gostar muito! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  2. É assim que conhecemos autores diferenciados, que mesmo com clichês conseguem inovar em seus enredos. Gostei e vou dar uma olhada.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. OI
    esse é um livro que já vi falarem muito bem e fico curiosa para ler já que a protagonista está em um esporte que eu mesma nunca vi uma garota jogar nos filmes e achei legal a ideia, que bom que gostou da leitura.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Devo admitir que sempre julguei esse livro pela capa. Vejo sempre, e até com preço bom, mas via a capa e não me chamava a atenção. Qual minha surpresa ao ler a resenha e descobrir que o livro é bom!! Agora me interessei e entrou pra lista!

    ResponderExcluir
  5. Oii Carla! O livro parece ser bom msm! Qro vê se leio, fikei curiosa pra saber o final...Excelente resenha! Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Caramba não sabia que existia um segundo livro :o
    Adorei o livro mesmo sendo clichê e tals
    Menina to besta até agora com essa informação rsrs

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ei Carla!
    Ainda não conhecia esse livro, mas me interessei... Sua resenha me deixou curioso, e já gostei pelo fato da menina ser jogadora no time de futebol americano, ainda não li nenhum livro assim hahaha Espero gostar muito da leitura!

    Abraços, Raphael

    aestantedosgemeos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu não tinha lido nada sobre esse livro ainda, mas sua resenha me deixou bem interessada, gosto quando o autor consegue escrever uma historia que tem tudo pra ser clichê, mas nos aproxima dos personagens, nos encanta e nos passa lições de vida! Gostei muito da descrição da Ashtyn, como uma garota que vai atras de seus sonhos! Não vejo a hora de poder ler esse livro, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Já li o livro e gostei bastante mesmo sendo clichê. Achei uma história leve e rapida, gostei dos personagens as suas superações e medos.É uma história bem bacana!

    ResponderExcluir
  10. Bem.. Como um pessoa que gosta de livros desse gênero, adorei essa história!! Gosto muito de ver o desenvolvimento do amor entre os personagens, mesmo que seja algo que não pareça improvável de acontecer.. Como isso do garoto provocar Ashtyn, por medo de seus sentimentos por ela... Gostaria de ver o desenrolar dessa história haha

    ResponderExcluir
  11. Eu já lí o primeiro pelo celular e não fazia ideia que tinha continuação,gostei bastante do livro e da personalidade da Ashtyn sua personalidade doce e durona ao mesmo tempo,uma pessoa que corre atras de seus sonhos...ela é maravilhosa
    O Derek é hilario provocador e idiota ,mas também romântico e fofo

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.