Resenha: Convergente [Divergente #03] -Veronica Roth

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016


OBS: PODE CONTER SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES

Título: Convergente (Divergente #03)
Autor(a): Veronica Roth
Classificação: 4.0 (Skoob)
Páginas: 528
Editora: Rocco
Gênero: Distopia, Fantasia

"Do que preciso para superar meus medos?

Sei a resposta, é claro: preciso negar a eles o poder de me controlar."


A verdade finalmente começa a ser revelada. Após o final eletrizante de Insurgente, o sistema de facções está em declínio, os sem-facção invadiram a sede da Erudição e o vídeo que a muito estava oculto sobre o motivo real de estarem dentro dos muros foi exibido. Tris está sendo acusada de traição, Emily a mãe de Tobias e líder dos sem-facção, está assumindo a cidade mas seus planos não são tão diferentes dos que Jeanine tinha em mente. Uma guerra está sendo travada por aqueles que acreditam que devem deixar a cidade e por aqueles que querem permanecer e criar um novo sistema e colocar ordem no caos que a sociedade se tornou. Uma escolha pode definir o futuro de todos.
Finalmente li o último livro da trilogia distópica de Veronica Roth. Divergente foi um dos meus livros preferidos do gênero, mas fiquei um pouco desanimada quando achei Insurgente muito cansativo e logo comecei a ficar com medo pelo terceiro livro. Foi impossível fugir dos spoilers na internet no lançamento de Convergente, e vários fatores já tinham me levado a concluir que eu não ia ler o último livro, mas resolvi dar um oportunidade no fim de ano, era uma série que eu sentia que precisava concluir, e vivi momentos de muita angústia, tensão e tristeza ao longo desse livro.



Com a morte de Jeanine e a descoberta do vídeo que mostrava que na verdade as facções eram uma grande farsa e os Divergentes são na verdade o padrão correto de um sistema que precisava ser consertado, uma verdadeira guerra vai eclodir dentro da cidade. Emily se torna a líder e acredita na necessidade de todos viverem como os sem-facção faziam, mas ela quer que todos se submetam as suas vontades, o que não fica muito diferente dos planos da antiga líder da Erudição. Alguns membros de outras facções vão se unir e criar um novo grupo, os LEAIS vão lutar contra a opressão de Emily na tentativa de trazer paz e estabilidade novamente. Tris, Tobias e seus amigos veem a necessidade de deixar a cidade, ou serão mortos, e ao chegar do lado de fora, eles terão uma grande surpresa ao descobrir que uma guerra genética tem se perpetuado durante anos. Eles vão precisar reaprender tudo sobre o mundo, e tentar encontrar uma nova forma de vida, ainda tentando impedir que as pessoas que eles amam e se encontram dentro da cidade se matem, ou sejam mortas pelos que estão do lado de fora.

Nesse livro finalmente compreendemos com mais clareza as críticas sociais da autora. Ela expõe o sistema corrupto, o fato de o tempo todo as informações serem condensadas e ocultadas da população, o descaso do governo com as necessidades do povo (os sem facção dentro das cidades e os geneticamente danificados fora dela), e é claro com o fato de que oficialmente todos deveriam ser tratados de maneira igualitária, mas que isso nunca é realmente colocado em prática.

Tris não está mimizenta nesse livro, graças a Deus! E o fato de os capítulos serem revezados entre o ponto de vista dela e de Tobias deixa a história mais dinâmica. A maturidade dos dois me surpreendeu, o romance teve seus pontos altos, mas era muito óbvio que os dois tinham prioridades muito maiores com uma guerra em curso e seu ápice chegando a qualquer momento. Me emocionei muito com as despedidas de vários personagens, mesmo já sabendo alguns spoilers e me decepcionei em esperar um final aberto como sempre acontece na maioria das distopias. Acho que a autora falhou em tentar dar um felizes para sempre pra uma história que obviamente merecia um final inconclusivo que é característica do gênero.

Essa foi uma série que me impactou muito! E não me arrependo de ter sofrido com o último livro, saber o final dessa história foi um aprendizado, assim como os outros livros da série que tirei lições pra vida. Gosto do gênero justamente por incentivar os jovens a questionarem seu governo, seu país e o que a sociedade impõe como certo e errado, acho que esse incentivo pode levar as futuras gerações a pensarem por si próprias, serem menos preconceituosas e a terem opiniões formadas. No final, todos precisamos ser corajosos!

Sobre a Série:



Os livros são publicados no Brasil pela Editora Rocco, e temos ainda um livro extra com contos narrados pelo Tobias. Os direitos da série foram adquiridos pela Paris Filmes e o primeiro filme foi adaptado em 2014, seguido por Insurgente em 2015. O último filme da série será dividido em duas partes A Série Divergente: Convergente que estreia em Março de 2016 e A Série Divergente: Ascendente em Março de 2017. Confira abaixo um dos trailers:

11 comentários :

  1. Carla!
    Gosto demais de distopia, embora não tenha lido nenhum dos livros da série, acredita?
    Bem curiosa por poder acompanhar toda trama e aventura que o livro traz.
    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  2. Carla, não pude ler a resenha por conter spoilers dos livros anteriores, porque tenho planos de começar a ler essa serie ainda este ano e principalmente por gostar de ser surpreendida com a leitura ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Estou no comecinho do segundo livro a mais de uma semana (simmmm, estou enrolando super). Não li a resenha toda porque imagino que tenham spoilers dos outros livros, apesar de que pra mim estão sendo iguais aos filmes, só mudam algumas ordens de acontecimentos. Eu simplesmente.. Nem sei.. Quero/não quero ler. Um amigo meu me deu um PUTA SPOILER (perdão, mas só isso pra descrever) e eu não quero que isso aconteça, se acontecer de verdade. E foi tipo o spoiler principal do que acontece com fulana personagem!!! Simplesmente não sei o que esperar desse livro.

    ResponderExcluir
  4. Li ali sem querer que a Jeanine morre e: UHUUU

    ResponderExcluir
  5. Oi eu não li nenhum livro da saga mas assisti os filme e amo os filmes mas eu sei o final da Tris nos livros e não gostei espero que eles mudem o final dela no ultimo filme e a sua resenha ficou incrível bjs.

    ResponderExcluir
  6. Já li a série e amei. Ainda me falta ler o livro extra que espero conseguir esse ano. Quando li divergente, a história me prendeu desde o inicio e quando terminei, fiquei doida para ler o seguinte. Ainda bem que já tinha em mãos. Gostei muito mesmo. E Convergente foi o que eu realmente esperava. Maravilhoso.

    ResponderExcluir
  7. OLHA SÓ ASSISTI O PRIMEIRO FILME E AMEIII,AGORA A SEQUENCIA ESTA DEMAIS,ISSO PORQUE EU AMO DISTOPIAS AÇÃO FICÇÃO,NÃO PRCO POR NADA OS OUTROS FILMES DA SERIE.SEI QUE AS VEZES O LIVRO SUPERA O FILME OU AO CONTRARIO.MAS MEU CONSELHO COMO JA DIZIA O POETA LEIA O LIVRO,ASSISTA AO FILME.

    ResponderExcluir
  8. Eu nao ia conseguir deixar de ler o ultimo livro não, mesmo com spoilers nos rodeando, hehe...
    Bom, a serie como um todo achei medio, nao gostei mto da Tris, meio songa monga, e realmente está menos mimizenta nesse ultimo livro.
    Eu gosto de distopias e tb concordo que os livros ate nos abrem a cabea para questionarmais o governo, o país e o que a sociedade.
    Quatro é tudo de bom...adoroo!
    E sou do time que odiou o final!!! Sim, preciso de finais clássicos e felizes.

    ResponderExcluir
  9. Mesmo não tendo lido esse livro da série,li sua resenha ...gostei de saber sua opinião sobre os questionamentos que o livro nos leva a ter e fiquei curiosa para ver o filme depois de ler sua resenha e os comentários que até então não tinha me despertado curiosidade.
    Bj e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  10. Li os dois primeiros livros da série, estava lendo o terceiro quando tive a infeliz ideia de ver quantas paginas tinha e acabei lendo o final o que estragou o livro para mim, de uma maneira inimaginável, amei a sua resenha, gostaria de ter aproveitado o livro, mas não consigo sabendo o final, bjs.

    ResponderExcluir
  11. Não consigo terminar essa trilogia :(
    Não quero que acabe!

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.