Resenha: A Estrada da Noite - Joe Hill

quinta-feira, 13 de novembro de 2014




Título: A Estrada da Noite
Autor(a): Joe Hill
Classificação: 3.9 Skoob
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
Olá, pessoas. 
Mês passado coloquei uma meta de leitura e consegui cumprir.
A Estrada da Noite estava entre os livros selecionados de Outubro. 
Eu vi grande divulgação da Arqueiro do livro do Joe Hill Nosferatu e fiquei curiosa pra ler algo do escritor. Esse foi meu primeiro livro do gênero terror e apesar de eu ser uma medrosa curti muito a leitura. Agora vamos para a resenha.

O livro nos conta a estória de Judas Coyne (Jude), um roqueiro com mais de 50 anos que gosta de colecionar itens macabros. Ele tem em sua coleção uma fita de vídeo de um assassinato, um livro de receitas canibais, um laço usado para enforcamento, entre outros itens.  Seu assistente descobre na internet a venda de um fantasma e Jude acaba comprando. Porém ao chegar em casa, encontra um paletó de um morto, dentro de uma caixa em forma de coração, e ele fica sem saber se o fantasma é real ou não. Mas a partir do dia em que o paleto chega, coisas estranhas começam a acontecer em sua vida.

Jude vive com sua namorada Geórgia em sua casa e mais dois cachorros, ele nunca gostou de chamar suas namoradas pelo seu real nome e sim pelo nome do estado dos EUA que moravam. O real nome da garota é Marybeth, ela tem apenas 20 anos. Assim que ele abre a caixa, a garota pega o paleto para dar uma olhada e sente algo espetando seu dedo, eles ficam achando que era um alfinete. Já a noite Jude se levanta e vê o dono do paleto sentando em uma cadeira balançando uma lâmina reluzente.
“Mas contra o que ia atirar? Pelo que entendia, o fantasma existia, antes de mais nada, dentro de sua cabeça. Talvez fantasmas sempre assombrassem mentes, não lugares. Se quisesse dar um tiro nele, teria de virar o cano contra sua própria testa.”
O fantasma é Craddock McDermott, padrasto de sua antiga namorada Anna McDermott. Anna cometeu suicídio após Jude a mandar de volta para sua casa. A mulher lhe mandou cartas por um tempo e depois parou. Com um plano elaborado entre Craddock e a irmã mais velha da mulher esse paletó chega  a Jude. A vendedora lhe informa que depois que ele pagou pelo fantasma não existe mais volta. O morto vence o vivo. Numa busca para se livrar do fantasma Jude e Geórgia pegam A estrada da noite.

Na estrada eles passam pela casa da irmã da Anna para descobrir o que fazer com o fantasma e acabam não conseguindo nenhuma resposta satisfatória. Passam na casa da vó de Marybeth e por fim vão para a casa do pai de Joe. Ele não tem contato com seu pai a mais de 30 anos e guarda grandes mágoas de sua época em casa. Durante o livro temos algumas passagens do passado de Jude e como era sua relação familiar.
...
Como já disse essa foi a minha primeira experiência com o gênero terror e eu gostei muito da leitura. Ficava torcendo para Jude e Marybeth conseguir se livrar desse fantasma.(Só lia esse livro de dia) 
Viajei com eles nessa estrada e fiquei bem assustada querendo saber o que aconteceria depois de cada curva. O final me agradou, o autor conseguiu me deixar satisfeita com a leitura. Espero em breve ler Nosferatu . Na minha pesquisa pelo autor fiquei sabendo que ele é filho do Stephen King. Ele usou um pseudônimo para esconder sua filiação. 

Quem é fã desse gênero poderia me indicar mais livros.
Espero que tenham gostado da resenha e até mais.

18 comentários :

  1. Oi Paulinha, tudo bem?

    Ainda não li nada do autor, mas confesso que não me chama a atenção porque não curto terror. Prefiro ficar nos suspenses no nivel Agatha, sabe? =P

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kel.

      Essa foi minha primeira experiência no gênero e até que curtir. Sempre ouvi falar muito bem dos livros da Agatha, mas não tive a oportunidade de ler. Quem sabe depois.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi, Paula.
    Sou super medrosa, do tipo que faz igual ao Joey do Friends: coloco o livro no freezer, hahaha.
    Mas me interessei por esse. Já tinha visto a capa na livraria, mas nenhuma resenha.
    Certeza que vou ficar com medo, mas eu vou ler só de dia, então quem sabe fica tudo bem...
    :P

    Beijoooooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teca.

      Eu lia sempre de dia, assim não ficava muito assustada a noite. Espero que leia e aproveite bem o livro.

      Beijos.

      Excluir
  3. Pela resenha o livro parece ser muito bom, queria ter coragem para ler livro de terror.

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Wislanny.

      Eu também não tinha, mas encarei e acabei até gostando. Depois tente.

      Beijos.

      Excluir
  4. Amei de coração esta leitura, Joe é incrível e tem para quer puxar ♥, já li este e adorei Jude e Geórgia, os dois vivem sendo assombrados, achei bem louco e sobrenatural, a história me envolveu completamente, além de ter Nosferatu, que é outra obra dele o/.
    Para quem gosta de suspense e terror está leitura é um prato cheioo :p.Recomendo!
    Beijos Paula, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thainá.

      Uma ótima leitura mesmo, quero ler Nosferatu depois e conhecer mais da escrita do Joe. \o/

      Beijos.

      Excluir
  5. Ensaiei ler este livro, comprei o e-book, mas acabei que não o li ainda. Legal que tenha gostado. Já tentou ler algum do mestre stephen king? Também são bons para assustar e deixar o leitor tenso...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rose.

      Ainda não tentei nada do King, mas em breve irei me aventurar em seus livros. Estou querendo sair da mesmice em gêneros literários.

      Beijos.

      Excluir
  6. Oi Paula. Adoro terror e sempre quis ler esse livro do Joe. Eu tenho um dele que chama O Pacto (tem filme já), e é bom mas não da medo não. É perceptível a influencia do King na escrita do Joe. A Estrada da Noite me parece ser bem interessante, só assustei um pouco com a diferença de idade dos personagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nathalia.

      Todas as namoradas dele são bem novinhas. Mas hoje em dia acontece, né? Irei me aventurar em alguns outros em breve, espero que leia e goste.

      Beijos.

      Excluir
  7. Aeeeee Paula, começou com um ótimo livro em! Agora quem sabe não engrena também no gênero terror hahahahaha.

    Mas o livro é muito bom mesmo, faz com a gente torça realmente contra o fantasma. Você também pode ler O Pacto, também de Joe Hill, e que tem já um filme e o protagonista é o Daniel Radcliffe, vale apena conferir os dois.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello, Diego.

      Que bom que acertei na escolha de meu livro. Já ouvi falar de O Pacto, depois irei comprar, obrigado pela dica.

      Abraços.

      Excluir
  8. Coroa roqueiro <3 Itens macabros <3 hahaha
    Nunca li nada do gênero, até porque nunca me interessei verdadeiramente por um livro de terror, mas essa resenha me fez ter vontade de ler o livro. Não uma vontade que vai passar amanhã, todo esse conteúdo de A Estrada da Noite me cativou de verdade. Mal posso esperar para adquirir :3
    Beijos,
    Shinoda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Laurah.

      Que bom que curtiu a resenha, isso me deixa muito feliz. Quando ler me conte o que achou.

      Beijos.

      Excluir
  9. Como você também sou medrosa em relação aos livros de terror e suspense.
    Mais irei dar uma chance a este exemplar. Espero não me decepcionar..

    ResponderExcluir
  10. Esse livro tá lacrado na minha estante por motivos de: ainda não tive tempo de lê-lo :( mas tô doida para fazer isso.
    De terror, o que eu lembro de ter lido: O Exorcista e Horror em Amityville, há muuuuitos anos.
    Desculpa, sou péssima com essa distinção de gêneros hahaha

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.