Resenha: Um Gato de Rua Chamado Bob - James Bowen

terça-feira, 25 de março de 2014


Titulo: Um gato de rua chamado Bob - A história da amizade entre um homem e seu gato.
Autora: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Classificação:  4.4(Skoob) – 3.98 (Goodreads)
Páginas: 240

Ele era um morador de rua e sem qualquer esperança... até que encontrou um gatinho laranja.

Oi, pessoas! Hoje venho falar de um livro que li no mês passado, eu tinha ganhado o segundo - várias pessoas falaram pra eu ler que não tinha nada a ver com o primeiro, mas  como sou chata com algumas coisas eu decidi comprar e ler o primeiro, seguir a ordem. O livro passa em Londres e narra fatos da vida de James Bowen e seu gato Bob.



  James Bowen nasceu no ano de 1979 na Inglaterra, depois do divorcio de seus pais começou uma vida de mudanças para ele. Sua mãe sempre buscando trabalho não parava muito em uma cidade e com isso ele sofria as consequências de sempre tentar se adaptar nas cidades que onde morava. Sofria bullying nas escolas que frequentava e era chamado de garoto problema, com todas essas coisas acumuladas ele começou a usar drogas. Aos 18 decidiu ir morar com sua irmã, o que não deu muito certo e foi viver nas ruas.

“A fase seguinte  de minha vida foi uma névoa de drogas, pequenos crimes – e, bem, falta de esperança. Também não ajudou  o fato que desenvolvi o hábito da heroína.”

  Depois de uma década nessa fase entre morando nas ruas e albergues, James entrou para um programa de reabilitação de dependentes químicos. Vivia em uma moradia subvencionada e ganhava seu dinheiro de apresentações na rua com sua guitarra. Em uma noite depois de suas apresentações nas ruas, James e sua amiga Belle, que o acompanhava até sua casa avistaram um gato enrolado perto da entrada de seu apartamento. Como desde a infância ele tinha contato com os gatos decidiu chegar mais perto para ver o laranjinha. James passou a mão em seu pescoço e notou que ele não tinha coleira e que provavelmente ele era um gato de rua que estava machucado. Sua amiga o aconselhou a não pegar o gato. No outro dia quando saiu para trabalhar o gato se encontrava no mesmo local, porém quando voltou a noite ele não estava mais lá. Na manhã seguinte o gato se encontrava no mesmo local da primeira noite e parecia mais debilitado, James não aguentou e o pegou.

“A vida nas ruas não é simples. Você sempre tem que esperar o inesperado. Aprendi isso logo no início. Assistentes sociais sempre utilizam a palavra “caótica” quando falam de pessoas como eu. Eles chamam nossa vida de caótica, porque ela não está em conformidade com a ideia deles de normalidade, mas é a normalidade para nós.”

  James após pegar Bob (Nome de um personagem da serie Twin Peaks)  a seus cuidados, o levou para o veterinário e tratou de suas doenças, começou a se preocupar mais como seria sua vida, sabia que tinha uma boca a mais para alimentar. O laço criado entre os dois é muito bonito de se ver. Tinham uma rotina, Bob não fazia suas necessidades em uma caixinha de areia e todas as manhãs ele o levava pra fora. Depois o deixava no apartamento pra fazer suas apresentações, tinha em seu repertorio musicas do Nirvana, Bob Dylan, Johnny Cash... James falava que moradores de rua eram invisíveis para as pessoas, mas depois que Bob começou a acompanha-lo nas apresentações as pessoas paravam pra conversar com ele e para saber como o gatinho entrou em sua vida. James e Bob eram inseparáveis, ambos vindo das ruas e um mudou a vida do outro, ambos tiveram uma segunda chance de mudar seu destino.

“Deram-me um monte de oportunidades , as vezes a cada dia. Por um longo tempo falhei em não agarrar nenhuma delas, mas depois, no inicio da primavera de 2007, isso finalmente começou a mudar. Foi quando fiz amizade com Bob. Olhando pra trás algo me diz que aquela pode ter  sido a segunda chance dele também.”
Foto: James e Bob.

O gênero é auto-ajuda, não li muitos livros desse gênero, mas achei  interessante saber sobre a luta de James contra as drogas, o tempo que ele ficou afastado da família e como um gato conseguiu fazer ele querer superar a tudo isso. Quando comecei a ler o livro não sabia que era um caso real, pensei que era alguma ficção. As aventuras dos dois é muito rica e nos faz pensar no que é importante em nossa vida. Me surpreendeu muito o amor de James por Bob, ele o tinha como um filho. Estou super ansiosa pra ler o segundo e saber mais um pouco sobre a vida deles! 
 Até mais. o//

Deixo aqui uma reportagem feita pelo Jornal Nacional sobre como Bob ajudou James a superar as drogas.





22 comentários :

  1. Ameiiiiiiiiii a resenha.

    Esse livro está na minha lista faz tempo, mas ainda nem comprei rsrs, mas acho que fico com um pouco de receio por ser auto ajuda, fora que eu morro de medo de ler histórias com animais, porque choro horrores! rs. Meus bichinhos são como filhos, então não gosto de pensar em nada de mal acontecendo com eles, ainda mais depois que peguei uma linda cadelinha na rua e a veterinária falou que se ela tivesse ficado na rua a morte era certa, minha Lua é minha vida. E esses livros me fazem chorar demais, apesar de serem lindos, até hoje só consegui ler Marley e eu e não gosto nem de lembrar, mal abria o olho de tão inchado que ficou kkkk.
    Mas a resenha está ótima.

    Beijos Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Fê.
      Até que esse livro não me fez chorar, mas como tu comentou de Marley e eu, chorei demais no filme, mas ainda não tive a oportunidade de ler o livro. Eu tive um cachorro que ficou 11 anos comigo, depois dele nem tive mais coragem de ter outro. Um dia animo.

      Beijos.

      Excluir
  2. Interessante saber que o livro vai mais para a auto-ajuda, assim sei que é uma leitura que provavelmente me desagradaria. Não sei bem o motivo, mas não consigo me interessar enormemente por tramas centradas em animais - ainda que eu goste sim de bichinhos hehe -, então por isso não tive vontade de ler esses livros do Bob (sorteei os dois que recebi da editora).

    Um beijo, Livro Lab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Aline.
      Acho que muitas pessoas tem dificuldade de ler Auto-ajuda, eu mesmo tenho um certo receio. Depois dê a oportunidade pra algum livro com animais já que gosta de bichinhos.

      Beijos.

      Excluir
  3. Eu tenho, só falta ler! *-*

    Blog:
    http://rosaachiiclete.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa, deixa de preguiça e tira o Bob da estante.

      Beijos.

      Excluir
  4. Acho que nao e bem meu tipo denigro então nem me chamou atenção...

    Só passando pra avisar que já respodi a tag q vc me indicou. Obrigada!!

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Camylla.
      Vou lá ler as suas respostas. >.<

      Beijinhos.

      Excluir
  5. Nunca ouvi falar antes, mas só pelo "Ele era um morador de rua e sem qualquer esperança... até que encontrou um gatinho laranja." me deu muita vontade de ler! Vi o vídeo, e gente, como é incrível o poder de um animal! Realmente eles são anjos na terra!
    Quero ler agora, espero conseguir comprar em breve!
    Parabéns pela resenha, despertou minha curiosidade!
    Beijos!
    www.gramatifiquei.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Tatiana.
      Que bom que gostou da resenha, fico muito feliz.*o*
      Amo animais, em casa no momento tem mais de 15 periquitos. >.<

      Beijos.

      Excluir
  6. Oie.
    Olha eu nunca fui muito ligada a gatos, mas depois de ler esse livro passei a ter uma visão diferente desses bichinhos. Bob me conquistou, e história de superação de James merece uma atenção especial.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Paty.
      A superação deles é algo muito bonito de se ver, fiquei querendo um gatinho depois que li o livro.

      Beijos.

      Excluir
  7. Adorei o blog ^^

    http://galaxykawaiii.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovanna.
      Fico feliz que gostou. >.<

      Beijos.

      Excluir
  8. Parece legal o livro!
    Eu particularmente adoro livros sobre animais de estimação!
    Acho que por minha mão não me deixar ter nenhum eu acabo buscando me apaixonar por todos os animaizinhos. Rsrs
    Seguindo aqui!!
    Bjoss

    http://fotografiaeleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Tatah.
      Li apenas dois livros com animais de foco e curti muito.
      Meu pai num me deixa ter um gato. =/'

      Beeijos.

      Excluir
  9. Bem legal adorei a resenha, pelo jeito o livro deve ser bem animado!!!! adooorei *-*
    Desejo de Mulher
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Poliana.
      Leia sim, tu vai adorar.

      Beijos.

      Excluir
  10. Eu conhecia a história deles já e tava super afim de ler esse livro <333
    não sabia que é tipo auto-ajuda, mas deve ser bom mesmo assim
    E esse Bob é a coisa mais fofa desse mundo, gente, que vontade de apertar ele T.T

    Loud Like Moi

    ResponderExcluir
  11. Oi! =)
    Eu não sou muito fã de gatos, mas eu vi uma reportagem que acho que foi sobre o homem desse livro e achei incrível. Não acho que o gato em si tenha feito um milagre; Na minha opinião acho que esse homem só precisava de um motivo para continuar, independente de ser gato, cachorro, etc. Mas enfim, realmente é uma história bonita e o gato me lembra o Garfild, então tem UM POUCO da minha simpatia. HAUHAUAHUAHUA

    ResponderExcluir
  12. Já li este livro e adorei, não acho que vá mais para a auto-ajuda. Bob e James são muito fofos juntos. Preciso ler o próximo. >.<

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Dei esse livro de presente para minha mãe <3
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.