Resenha: A Culpa é das Estrelas - John Green

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014



Título: A Culpa é das Estrelas (The Fault in Our Stars)
Autor: John Green
Classificação: 4.6 (Skoob)
Páginas: 260
Editora: Intrínseca

Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

Confesso que não sou muito fã do John Green, e realmente não tinha planos de ler A Culpa é das Estrelas. Mas a reputação do livro e repercussão da história criada por ele foi tão grande, que eu me obriguei a lê-lo. Antes de começar a leitura eu já tinha conhecimento de toda a história, inclusive do final. Mas eu precisava tirar minhas próprias conclusões, independente dos inúmeros comentários sobre esse livro.
Mas como em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas...
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
- Esse é o problema da dor – o Augustus disse, e aí olhou para mim. – Ela precisa ser sentida.
A Culpa é das Estrelas é narrado pela Hazel, e eu gostei bastante de ver o mundo um pouquinho pelos olhos dela. Este um livro que faz as pessoas pensarem um pouco na vida, valorizar os pequenos momentos, e viver todos os dias como se fosse o último. E o que é diferente para Hazel e Gus é essa abordagem das pessoas com câncer. Os personagens são super engraçados, o casal tem um entrosamento bem divertido, e eles detestam esses "clichês do mundo do câncer". Eles já tem a consciência que a morte virá um dia  - para todo mundo - e detestam ficar recebendo palavras positivas a todo momento, e eles só querem viver.

Mesmo com toda essa narrativa de encantar, eu ainda não sou mega fã do John Green. Pretendo ler outros livros dele, porque gostei do modo que ele escreve. Mas A Culpa é das Estrelas, com certeza não é um livro que eu amei. O livro não chega a ser muito dramático, ele te faz rir em inúmeros momentos. Mas acho que mesmo com toda a popularidade do livro,o tema escolhido pelo autor não é o meu tipo preferido.
Muitos podem discordar de mim, e falar: "O livro é lindo!" É sim, uma narrativa bonita, os personagens me agradaram,mas é como se eu não quisesse aceitar o rumo que as coisas tomaram no decorrer e final do livro. John Green me deu quase um tapa na cara, e foi brutal. E quando eu menos esperava, me emocionei e estava chorando sem ao menos perceber. Ele fez uma abordagem do modo mais real possível, e me surpreendeu.
Literalmente "Você vai rir e vai chorar ... " ao ler.

Confesso que com a adaptação do livro para as telas, que está próximo de ser lançado, fiquei um pouco mais animada com a história. É um livro recomendado. Mas particularmente o tema escolhido não é meu preferido.
Selecionei alguns quotes, foi um pouco difícil, porque o livro possui inúmeros trechos legais e bonitos,mas como não posso postar o livro aqui...

O.k. – falei.
– O.k. – ele disse.
Eu ri e repeti: – O.k.
Aí a linha ficou silenciosa, mas não completamente muda. Era quase como se ele estivesse no meu quarto comigo, mas de um jeito ainda melhor – como se eu não estivesse no meu quarto e ele, não no dele, mas, em vez disso, estivéssemos juntos numa invisível e tênue terceira dimensão até onde só podíamos ir pelo telefone.
– O.k. – ele disse, depois do que pareceu ser uma eternidade. – Talvez o.k. venha a ser o nosso sempre.
– O.k. – falei. E foi o Augustus quem desligou.
Acredito que o universo quer ser notado. Acho que o universo é, questionavelmente, tendencioso para a consciência, que premia a inteligência em parte porque gosta que sua elegância seja observada. E quem sou eu, vivendo nomeio da história, para dizer ao universo que ele, ou a minha observação dele, é temporária?
Alguns infinitos são maiores que outros… Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter.

Bjs bjs bjs! Quem já leu? Conta pra gente o que achou e quais suas expectativas para o filme...

28 comentários :

  1. Também acho que este não é o melhor livro que já li, mas com certeza ele é tocante. Devo dizer que pra mim a melhor parte do livro é quando John Green justifica o título (eu adorei isso de "culpa das estrelas"). Quanto ao final do livro achei interessante, Green acabou fazendo o que Van Houten fez. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Giih, primeira que vez que tenta comentar aqui e consegue, ainda bem que me avisou,se não nem saberia que era você! Ehh!
      Também gostei da parte que John justifica o título do livro, e curti bastante. E concordo com vc, John foi bastante Van Houten. Fiquei até com vontade de ler o livro de Houten.
      Bjsss

      Excluir
  2. Olá, Mih!
    Eu não sou fã do John Grey, eu li alguns livros dele e no final ainda não gostei, sua resenha deu bastante detalhes da trama, e para quem não leu desperto a curiosada para saber o que aconteceu com os personagens ao longo da historia.

    http://loucaescrivaninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Lé,
      também não sou fã do John, e realmente não me apaixoneeei muito por esse livro, mas que bom que gostou da resenha. Tentei deixar passar o máximo possível o que senti quando li esse livro.
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Adorei a postagem! Sensacional a resenha. Já li o livro e adorei! É o mais legal do John Green.
    Queria sugerir uma resenha: "Cowabunga! Desventuras de um ex-surfista". Já li e adorei o livro, merece uma resenha..é super novidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mateus, que bom que gostou da postagem. Pode deixar que vamos anotar sua sugestão e assim que possível postaremos sua resenha pedida aqui.
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Eu não canso de repetir: as pessoas tem opiniões tão absurdamente controversas a respeito desse livro que não sinto mais vontade de ler.
    Antes eu não lia porque sabia que me mataria de chorar, agora ele ficou tão falado que não sei... prefiro tentar coisas diferentes rs
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Soraya, concordo plenamente com você. As opiniões são diversaaas. E eu já tinha desistido de ler, mas decidi tentar pra saber o que tinha nesse livro que faziam as pessoas morrerem de amores por John Green. E eu realmente não entrei nessa lista. Não me apaixonei por acede.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Esse livro me chamou por meses, até que um dia cedi aos seus encantos e o levei pra casa.
    Na época, ele nem estava tão falado quanto agora, então li sem saber do final e tudo mais. E nossa, ri e chorei. O humor negro deles é de... bem, matar. :x
    Amo o Augustus e estou super ansiosa para ver o filme.

    Gus sz Hazel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Vanessa! Realmente o humor deles é de matar. Eles são super engraçados, o casal é chega a ser fofo. =D
      Também quero ver o filme, parece que vai ser uma adaptação legal.
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  6. A culpa e das estrelas virou um dos meus favoritos. N tava dando nada no começo do livro mas me surpreendeu. Não e o melhor livro que li mas adoro a história e a narrativa.

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camyla, pra mim também não é o melhor livro que li, mas não entrou pra lista dos meus favoritos.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  7. Olá minha querida, tudo bem?
    Passando para dizer que já sigo o seu blog e espero que me retribua e também falar que achei interessante sua resenha, porque até hoje eu não li nenhum livro do autor John Green, embora eu tenho praticamente todos na minha estante.
    E agora com a aproximação do filme, eu acabarei lendo, porque eu gosto de ler tudo relacionado. É até mais gostoso depois para que possamos saber dos personagens que estão sendo falados.
    Eu sinceramente gostei bastante do que vc disse sobre o livro, mas ainda não tive a CORAGEM de pegar nele, porque muita gente fala para que a gente prepare o emocional (risos)
    Enfim..n sei, até porque cada um reage de um jeito. Mas espero gostar bastante =]

    Se cuida linda e depois passa no meu cantinho que também tem resenha nova
    bjokas e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Silvana,
      o que mais me motivou a ler mesmo, foi a adaptação. Mesmo eu sabendo de todo o conteúdo do livro, eu sempre prefiro ler o livro antes de assistir ao filme.
      Leia sim, e depois conta pra gente o que achou.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Olá Mih.

    Eu gostei do livro sim, mas sei lá também não achei tudo isso como você, mas achei super fofo e uma história muito linda. Mas escuto dizerem que os outros livros dele são bem chatos, então na verdade não tenho nenhum em minha lista de metas. Mas quem sabe um dia.
    Amei a resenha.
    Estou super ansiosa com o filme também.

    Beijos Fer
    http://matoporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê, adoro suas visitas aqui no Paradise. Mais uma vez digo, as pessoas realmente tem opiniões diversas sobre acede. Mas que bom que você gostou, a história é sim linda, só não foi meu estilo preferido de abordagem.
      Que bom que gostou da resenha. E tomara que o filme seja ótimo!

      Obrigada pela visita!

      Excluir
    2. Obrigada Mih, eu adoro o Blog de vocês.
      É, é um livro que ficou bem dividido entre as opiniões, eu gostei, mas ele não teve mesmo aquele algo mais, mas quero muito ver o filme rrs.
      Gostei sim, foi bem expressiva.

      Beijos
      Fer

      Excluir
  9. Olá!
    Eu estou super ansiosa para ler esse livro, confesso que tb não é meu tipo de leitura favorita, mas estou curiosa devido a tanta repercussão. Também quero ler antes de lançar o filme rs
    Adorei o blog, estou seguindo :)
    Bjs!
    http://www.marcasindeleveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Amanda,
      Li somente por causa da grande repercussão, porque não é o tipo leitura que me agrada muito.
      Depois que ler conta pra gente o que achou.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  10. Olá, Mih!
    Mesmo com toda a repercussão desse livro eu não tenho vontade de lê-lo pelos exatos motivos que você citou na resenha. Concordo com você, o tema abordado pelo leitor não me agrada e também o final que já posso imaginar me deixaria frustrada. Com certeza não é um livro que vou ler um dia. :)
    Adorei a resenha. Muito legal o blog, já estou seguindo!

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaelle,
      Encontrei mais uma pessoa que tem a mesma opinião que eu. \o/
      Não querendo desmerecer a história do livro, que é até bonita. Só não virou minha preferida, e John Green com certeza não está entre os meus autores preferidos. Que bom que gostou da resenha. Pode deixar que passo no seu blog.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  11. Só não tenho esse livro pois sei que vou chorar e MUITOOOO.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza,
      com certeza o livro faz muitas pessoas se emocionarem. Até eu que não sou fã da história, me emocionei. :/

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  12. Este eu li, uma história muuuito emocionante !! Adorei a escrita do John Green, foi o primeiro livro dele que eu li, e é incrível a forma que ele desenvolve bens as personagens. ADOREI a resenha *.*

    Beijos.
    Wesley Lennox - Estante das Fadas
    http://www.estantedasfadas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Wesley, John realmente descreve muito bem os personagens. =D
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  13. esse livro e muito bom

    ResponderExcluir
  14. Já li o livro, e gostei muito. O livro é muito inspirador para quem sofre dessa doença chata que é o câncer. E nele, percebi que mesmo com essa doença que é o câncer, se tivermos uns dias de vida, devemos aproveitar muito a vida e curtir o que temos para curtir, e não ligar se iremos partir cedo ou não. Gostei muito da atitude do Gus por cuidar muito bem da Hazel. Eles sim, formam um casal perfeito para lutar pelo câncer.

    ResponderExcluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.