Playlist da Semana #19 : Alice no País das Maravilhas - Lewis Carroll

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Clássicos e Contos de Fadas #01

Hi guys!
Como vocês sabem, terça é dia de playlist da semana! Vocês devem ter reparado no novo layout do blog né? Vocês curtiram? Esperamos que sim, pois foi feito com muito carinho pelas nossas queridas colaboradoras Nik e Mih. Aqui no Paradise somos todas apaixonadas por clássicos e principalmente pelos contos de fadas, por isso o tema das nossas próximas playlists será esse. Estarei postando uma série com clássicos que inspiraram filmes e seriados e que possuem trilhas encantadoras, histórias sobre princesas e príncipes, sereias e fadas e muito mais. E para começar, nada melhor que o tema que inspirou o nosso layout: Alice no País das Maravilhas.
Para ínicio de conversa, vamos deixar duas coisas bem claras a respeito desse clássico: 1- Lewis Carroll foi apenas um pseudônimo utilizado pelo verdadeiro escritor da obra  Charles Lutwidge Dodgson. 2- Existem dois livros que contam a história de Alice, o primeiro chamado de Alice's Adventures in Wonderland ( Alice no País das Maravilhas), e o segundo Through the Looking-Glass and What Alice Found There (Alice Através do Espelho). Com isso em mente vamos conferir sobre o que os livros falam:


SINOPSES:


O livro conta a história de uma menina chamada Alice que cai em uma toca de coelho e vai parar num lugar fantástico povoado por criaturas peculiares e antropomórficas. Alice só quer descobrir um jeito de voltar pra casa e saber quem ela realmente é, mas a cada novo personagem que ela encontra, ela se torna cada vez mais confusa e mais perdida.
O livro faz brincadeiras e enigmas lógicos, o que contribuiu para sua popularidade. Carroll também faz alusões a poemas da era vitoriana e a alguns de seus conhecidos, o que torna a obra mais difícil de ser compreendida por leitores contemporâneos. É uma das obras escritas da literatura inglesa que tiveram mais adaptações na história do cinema, TV e teatro.
Numa tarde fria de inverno, enquanto a neve cai silenciosamente lá fora, Alice brinca com a gata Dinah e seus filhotes na sala de casa. Mal sabe ela que está prestes a viver uma aventura formidável. De repente, atravessa o espelho que fica sobre a lareira e chega a um mundo onde tudo está ao contrário, de pernas para o ar: cores falam, peças de xadrez andam e quanto mais você corre, mais você fica no mesmo lugar. Um mundo em que as coisas “trocam de lado”, da mesma forma que as linhas de um livro, quando você o observa aberto diante de um espelho. Lá, na Casa do Espelho, estão também os personagens favoritos da infância de Alice: os gêmeos Tweedledum e Tweedledee, a Morsa e o Carpinteiro, o Leão e o Unicórnio, o orgulhoso Humpty Dumpty e a implicante Rainha Vermelha.

CURIOSIDADES: 


A história de Alice no País das Maravilhas originou-se em 1862, quando Carroll fazia um passeio de barco no rio Tâmisa com sua amiga Alice Pleasance Liddell (com 10 anos na época) e as suas duas irmãs, sendo as três filhas do reitor da Christ Church. Ele começou a contar uma história que deu origem à atual, sobre uma menina chamada Alice que ia parar a um mundo fantástico após cair numa toca de um coelho. A Alice da vida real gostou tanto da história que pediu que Carroll a escrevesse.
Dodgson atendeu ao pedido e em 1864 surpreendeu-a com um manuscrito chamado Alice's Adventures Underground, ou As Aventuras de Alice Embaixo da Terra, em português. Mais tarde ele decidiu publicar o livro e mudou a versão original, aumentando de 18 mil palavras para 35 mil, notavelmente acrescentando as cenas do Gato de Cheshire e do Chapeleiro.
A tiragem inicial de dois mil exemplares de 1865 foi removida das prateleiras, devido a reclamações do ilustrador John Tenniel sobre a qualidade da impressão. A segunda tiragem esgotou-se nas vendas rapidamente, e a obra se tornou um grande sucesso, tendo sido lida por Oscar Wilde e pela rainha Vitória e tendo sido traduzida para mais de 50 línguas.
Em 1998, a primeira impressão do livro (que fora rejeitada) foi leiloada por 1,5 milhão de dólares americanos.


FILMES:



Em 1951 a Walt Disney lançou a animação inspirada na obra de Carroll. Feito sob supervisão do próprio Disney, Alice e sua animação são considerados como os últimos trabalhos de Walt Disney nos seus estúdios. A produção deste filme durou cinco anos, e foi anteriormente desenvolvido durante dez anos. O vídeo abaixo é de uma das minhas cenas preferidas, o chá de desaniversário, quando Alice conhece o Chapeleiro Maluco.



Em Março de 2010 uma nova adaptação estreou nas telonas, dirigido por ninguém mais ninguém menos que Tim Burton, esse filme foi inspirado nos livros de Carroll, uma das mudanças feitas foi a idade de Alice, que nessa nova história já tem 19 anos. Com Helena Bonham Carter, Johnny Depp e Anne Hathaway no elenco, eu não tinha sombra de dúvidas que o filme seria perfeito, assim como a encantadora trilha sonora que vocês podem conferir aqui a baixo. O álbum foi lançado juntamente com o filme e leva o título de Almost Alice, foram músicas inspiradas e escritas especialmente para o filme, já escutei tanto que o meu cd quase fez um novo furo! Espero que vocês curtam também (se é que já não conhecem).
Alice in Wonderland by Paradise Books on Grooveshark
Supostamente foi confirmada uma data para o lançamento do segundo filme de Alice. Este não seria mais dirigido por Tim Burton e o título seria Into the Looking Glass, a data confirmada pela Disney seria 27 de Maio de 2016 para a estréia. Vamos torcer pra ser verdade não é mesmo?





Eu adorei escrever sobre isso, eu sou realmente apaixonada por Alice, e essas tattoos aqui do lado? Sim são minhas, pra comprovar isso e demonstrar todo o meu amor pelos clássicos da Disney. Quero saber as opiniões de vocês sobre essa nova série de posts aqui do blog, espero que vocês sejam tão amantes dos clássicos e contos de fadas como eu.

Até semana que vem.
XOXO

12 comentários :

  1. Eu já assisti a adaptação mais recente da Alice e gostei bastante!
    O que mais gosto é o gato *-*

    http://cheirinhodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amei demais, pretendo tatuar o Cheshire um dia. ahaha
      Beeeijos

      Excluir
  2. Oi Carlinha!
    Sou uma fã dessa história sendo ela no livro ou no filme!
    Amei sua postagem!
    Beijos
    Ps: Nova Resenha: Pecado Sombrio - ( Dark Gold ) Série Cárpatos 3 - Christine Feehan
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/resenha-pecado-sombrio-dark-gold-serie.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou super fã tbm, que bom que curtiu! Beeeijos

      Excluir
  3. Primeiro: post perfeito!!! Super completo, me deu a maior nostalgia.
    Segundo: amei suas tatuagens! Sou uma compulsiva por tattoos (tenho 11) e achei sua ideia originalíssima.
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Soraya! Que bom que você curtiu :)
      Sou super compulsiva por tattoos, tenho 15, depois posto aqui no blog (inclusive tenho uma de livros *--*)
      Muiiito obrigada!
      Beeeijos

      Excluir
  4. Eu adoro esse filme , tão fofo , lindo , perfeito . Quando eu entrei no seu blog assim que mudaram o templare , eu disse nossa , Alice ? amei .. adoro , serio , sempre que possível eu assisto . Amei mais ainda o filme que lançaram , perfeição pura *---------*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raquel!
      Ficamos super felizes de saber que curtiram o nosso layout!
      Beeeijos

      Excluir
  5. Amoooooooooooo esse filme! *-*

    Blog:
    http://rosaachiiclete.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu adorei o novo layout, achei super lindo!
    Gosto muito da história da Alice, mesmo que só tenha visto os filmes e nunca tenho lido o livro, mas está na minha lista.
    E meu Deus, que lindas suas tattoos, amei!

    Beijinhos.
    http://www.livreando.com.br/ - te espero por lá, viu? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, que bom que você gostou!
      Leia o livro logo, você vai ficar ainda mais apaixonada :)
      Beeeeijos

      Excluir

Hey, gostou da postagem?
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
O Paradise Books agradece seu comentário, obrigado pela visita!
obs.: Não respondemos comentários em anônimo; Não é permitido o uso palavras ofensivas; Não compartilhamos livros, isso vai contra a política de direitos autorais.