Resenha: Interferências - Connie Willis

quinta-feira, 21 de junho de 2018


Título: Interferências
Autora: Connie Willis
Classificação: 3.9 [Skoob]
Páginas: 464
Editora: Suma
ênero: Ficção Científica; Comédia Romântica


Um procedimento neurocirúrgico entre casais está causando grande rebuliço, o que você faria se tivesse a oportunidade de conhecer melhor os sentimentos de seu parceiro, e poder receber o amor dele de outra forma? A maioria acha isso o melhor que pode acontecer entre um casal, as pessoas não receberão o Eu Te Amo apenas em palavras, a sensibilidade e empatia entre o casal vai elevar o modo em que eles se percebem, mas nem tudo é perfeito e o EED pode trazer grandes consequências tanto positivas quanto negativas, você nunca mais poderá esconder nada de seu parceiro. 

Então por que toda frase que começa com “Precisamos conversar” acaba mal? Durante toda a nossa história evolutiva tentamos impedir que algumas informações fossem divulgadas: camuflagem, aquela tinta que as lulas esguicham, senhas criptografadas, segredos corporativos, mentiras. Principalmente mentiras. Se as pessoas realmente quisessem se comunicar, diriam a verdade, mas não é o que fazem.
Briddey trabalha em uma empresa de telecomunicações e está em um relacionamento com Trent, eles são vistos por todos dentro da empresa como um casal perfeito, Trent acaba de pedir Briddey em casamento e planeja fazer um EED com ela. Na Commpson, empresa que ambos trabalham tem uma rede de fofoca que nada fica escondido por muito tempo, todos na empresa já sabem qual é o plano do casal, muitos acham maravilhoso quem faz esse processo e alguns outros a incentivam a não fazer. C.B. Schwartz é o gênio da inovação referente a tecnologias, ele trabalha no porão da empresa e evita contato com todos os outros funcionários, ele até é apelidado de Corcunda de Notre Dame, mas quando fica sabendo que Briddey irá fazer o EDD com Trent, sai do seu esconderijo e tenta a convencer de não passar por esse procedimento. 

Não posso me esquecer da família intrometida de Briddey, todos são contra seu relacionamento com Trent e quando ficam sabendo do EED tentam tirar isso da cabeça dela de todos as formas possíveis. Porém apesar de todos os conselhos e argumentos, Briddey segue em frente e faz a neurocirurgia. Todavia as coisas não acontecem como o planejado, ao invés de ela se conectar com seu noivo ela acaba se conectando com C.B. Schwartz, o nerd que sempre está com o cabelo bagunçado e recluso em seu laboratório. 


Durante a leitura de Interferências eu me diverti, acompanhar a Briddey e o C.B. foi muito envolvente, eu fiquei encantada com os diálogos deles e o jeito em que se relacionavam. Ele cuidou dela quando ela começou a escutar as vozes (Briddey depois de um tempo não escutava apenas o C.B. mas outras pessoas também e isso era muito incomodo pra ela). A família dela apesar de ser muito enxerida era bem unida e amorosa, uma de suas irmãs tentando arrumar um relacionamento usava todos os aplicativos possíveis, sua sobrinha que sofria demais com a mãe super protetora e sua avó que por passe de mágica sempre aparecia com algum conselho. Odiei Trent desde as primeiras páginas, e C.B. era tão lindo e fofo com nossa protagonista. Connie aos poucos foi explicando sua trama e sempre me deixou entretida com sua narrativa.

Esse é o segundo livro que leio da autora e tive experiências positivas com seus livros, porém como em O Livro do Juízo Final achei um pouco longo. Connie tem uma escrita encantadora, li as quase 500 páginas rapidamente, ela vai soltando aos poucos as informações de suas tramas e quando você chega ao final de suas obras consegue resolver todo o quebra cabeça que ela criou. 

Não sei se gostaria que alguém tivesse esse contato aos meus pensamentos, e você faria um EDD e deixaria alguém conhecer seus segredos mais profundos?
— Mas elas eram tão...
— Obscenas? Vingativas? Rancorosas? Calculistas? Receio que as pessoas sejam assim na privacidade de suas mentes. — Ele abriu um sorriso irônico. — Eu falei para você que é nojento lá dentro.
Ele parou em um sinal vermelho.
— A culpa não é só delas. As pessoas dizem em voz alta as coisas boas que pensam: “Uau, você está ótima!”, ou “Que lindo dia!” ou “Vamos ajudar o próximo!”, mas não “Vá para o inferno!”, ou “Nossa, que peitos lindos!”. O único lugar em que podem extravasar as coisas ruins é dentro de suas cabeças, o que faz com que seus pensamentos desagradáveis ganhem proporções exageradas. Mas, além disso, as pessoas são grossas, detestáveis, gananciosas, más, manipuladoras e cruéis.

Resenha: A Garota dos Pesadelos [Anna #2] - Kendare Blake

quinta-feira, 14 de junho de 2018


Título:  A Garota dos Pesadelos [Anna Vestida de Sangue #2]
Autora: Kendare Blake
Classificação: 4.1 [Skoob]
Páginas: 266
Editora: Verus
Gênero: Terror, Suspense, Young Adult

Pode conter spoilers de:

Em Anna Vestida de Sangue nós conhecemos Cas, um adolescente que seguiu os passos do Pai e virou um caçador de fantasmas, e desta vez foi parar na cidade Thunder Bay, onde tinha uma famosa fantasma que seria o seu próximo trabalho. Mas nada vai como o planejado, pois ele acaba pesquisando mais sobre a vida e a maldição de Anna, e se tornando muito mais que um amigo para ela. Porém, a descoberta de que seu athame (uma adaga) tinha ligação muito forte com um ser muito poderoso, o Obeahman, faz com que Anna tente ajudar Cas e seus amigos, já que ela era a mais forte do grupo. Contudo, após uma grande batalha enfrentando o Obeahman, Anna desaparece levando a criatura junto.

[Dica da Nik] A Parte que Falta - Shel Silverstein

terça-feira, 12 de junho de 2018



Para muita gente "A Parte que Falta" pode ser um simples livro infantil se olhando apenas a capa. Porém as pequenas frases que compõe a edição fazem toda a diferença.
De um modo simples e rápido Shel Silverstein trata de assuntos importantíssimos, como sua própria felicidade e amor próprio são significantes em sua vida, e no fim deixa uma mensagem linda para quem leu.


Cada pessoa que pegar o livro e ler irá entender de um modo diferente, pois imagino que esse é o objetivo do autor. Dependendo de como você estiver se sentindo no dia ele trará um significado alternado pra você. Eu recomendo "A Parte que Falta" para todos, serve para você que gosta de ler, para você que não gosta, serve de presente para um amigo ou familiar, simplesmente para qualquer pessoa que lá no fundo você sabe que precisa dessa mensagem na vida. A edição é bem linda, capa dura, e é super rápido para ler.
  

Resenha: O Clube dos Oito - Daniel Handler

domingo, 3 de junho de 2018

Título: O Clube dos Oito
Autor: Daniel Handler
Classificação: 3.2 Skoob
Páginas: 400
Editora: Seguinte
Gênero: Young Adult, Thriller Psicologico

Flannery Culp está no último ano do ensino médio, e ao passar suas férias de verão na Europa, ela se deu conta que estava apaixonada por Adam, e cometeu um dos maiores erros que adolescentes bêbados podem cometer, lhe enviou cartas e postais declarando seu amor. Ao retornar a escola, ela sabe que inevitavelmente encontrará Adam nos ensaios do coral, e pretende não contar aos seus amigos que ela era a louca enviando cartas sem fundamento perseguindo o cara. Mas Flannery é muito mais complexa do que imaginávamos, e ao longo dessa história vamos acompanhar o seu diário e descobrir, como foi que ela se tornou uma assassina.


Resenha: A Heroína da Alvorada [A Rebelde do Deserto #3] - Alwyn Hamilton

segunda-feira, 21 de maio de 2018


Título: A Heroína da Alvorada [A Rebelde do Deserto #3]
Autora: Alwyn Hamilton
Classificação: 4.7 [Skoob]
Páginas: 384
Editora: Seguinte
Gênero: Young Adult, Fantasia
Pode conter spoilers de:
A Traidora do Trono

Em A Rebelde do Deserto viajamos com Amani Al'Hiza pelo deserto de Miraji e a acompanhamos descobrindo sobre seus poderes, sua origem e finalmente encontrando uma causa para lutar e defender. Em A Traidora do Trono presenciamos a personagem sendo tirada da Rebelião e obrigada a viver no palácio como uma prisioneira, e depois tendo que assistir seus amigos serem presos e executados sem poder fazer nada.

E agora em A Heroína da Alvorada, entraremos na fase final desta jornada que Amani percorreu e lutou por tanto tempo. Nos resta saber se ela e os rebeldes finalmente irão conseguir cumprir com seu objetivo e libertar o povo da tirania do Sultão.